Você escova os dentes todos os dias?

Seja sincero, como está a sua higiene bucal? Se não estiver caprichada, melhor repensar seus hábitos. Pesquisa realizada para uma série da BBC mostra que uma boca mal cuidada pode prejudicar o sistema imunológico. A inflamação crônica da gengiva, por exemplo, pode ainda aumentar as chances de doenças como a demência e diabetes.

Para a pesquisa, o infectologista Christoffer Van Tulleken ficou duas semanas usando um protetor de gengiva de um lado da boca enquanto escovava os dentes, de modo que aquele lado não ficava limpo. Depois desse período, escovou todos os dentes e notou sangramento da gengiva por ter desenvolvido doença de gengiva (gengivite) suave.

Além disso, ficar sem escovar os dentes aumenta as chances de inflamação e a falta de higiene bucal pode prejudicar o sistema imunológico, que está ligado ao desenvolvimento de doenças como diabetes, Alzheimer e câncer.

Problemas bucais favorecem o aparecimento de rugas!

Os dentes são como um cartão de visitas, revelando as primeiras impressões de cada indivíduo e, por isso, são responsáveis por muito mais do que a estética bucal, colaborando para a harmonia de todo rosto. Eles influenciam na posição da língua, na fala, no desenvolvimento facial, na postura da cabeça e do pescoço, na estética do sorriso e no relacionamento psicossocial e emocional do ser humano.

Além de ser determinante nas expressões faciais, a forma das arcadas tem influência direta na estética da face, porque é ela que determina qual será o formato e algumas características do rosto da pessoa. Se tiver algum problema durante o crescimento ou desenvolvimento, a forma do rosto poderá tomar outro rumo, mudando características marcantes da sua estética facial.

Por exemplo, existem pessoas que apresentam desde cedo dificuldades para fechar os lábios ao mastigar, repousar ou mesmo sorrir, gerando contrações excessivas para realizar essas funções. Essas contrações irão determinar o aparecimento precoce de rugas ao redor dos lábios.

Conheça algumas razões para cuidar da sua saúde bucal!

Além de deixar o sorriso mais bonito, cuidar da saúde bucal é também importante por outros motivos.  Veja abaixo:

1. Por razões estéticas, pois o rosto e a boca são nosso cartão de visita. Quem não tem vergonha de seu sorriso, consegue se relacionar melhor, tanto no âmbito pessoal quanto no profissional. Isso atinge diretamente a qualidade de vida e a nossa felicidade. Por isso, cuide-se!

2. Ficar com hálito agradável, pois o mau hálito gera danos ao seu portador em muitas áreas de sua vida – social, pessoal, íntima e profissional.

3. Evitar as doenças periodontais, como sangramento na gengiva, que podem ser indícios de doenças em outras partes do corpo.

4. Evitar cáries e outras alterações que podem gerar dor. Não é preciso sofrer com uma doença que pode ser prevenida com higiene bucal adequada e acompanhamento regular do dentista.

5. Ter uma boa mastigação, pois com a saúde bucal evitamos perdas dentárias precoces.

6. Evitar problemas de fala e deglutição, que hoje são tão comuns quando há alterações dentárias e oclusais graves.

7. Prevenir doenças mais graves e que podem até matar como o câncer de boca, que hoje é bastante comum e pode ser prevenido inicialmente com um bom exame bucal.

Dificuldade para engravidar? O problema pode ser a gengivite!

Quando chega a hora de engravidar, muitas mulheres já agendam todos os exames ginecológicos recomendados para ter uma gestação tranquila. Acontece que, para o corpo funcionar perfeitamente, todas as engrenagens do organismo devem estar bem cuidadas, incluindo a saúde bucal. Uma pesquisa apresentada na Reunião Anual da Sociedade Europeia de Reprodução Humana mostrou que mulheres com doenças periodontais – nas gengivas – demoravam cerca de dois meses a mais para engravidar do que as que tinham a gengiva saudável.

A explicação é que a doença periodontal é uma infecção e inflamação na gengiva e nos tecidos ao redor do dente, causada pelo acúmulo de placa bacteriana não removida periodicamente. Quando o organismo reconhece a presença das bactérias, nosso sistema imune é ativado pela atuação das nossas células de defesa e liberação de citoquinas inflamatórias, proteínas importantes no controle da resposta imune. Essas citoquinas podem cair na corrente sanguínea e se espalhar por todo o organismo, podendo, sim, levar a uma dificuldade na concepção.

Reverter o quadro
A causa mais comum da gengivite (e periodontite) é a falta de higiene. A partir do momento em que a mulher planeja engravidar, deve se preparar, com consultas em seu médico obstetra e também prestando atenção na sua saúde bucal, realizando a higiene correta e tendo acompanhamento de rotina com seu dentista.

Fonte: Terra

Seu filho tem mau hálito?

A halitose não escolhe idade, havendo uma predisposição orgânica, ela pode se manifestar como um sinal de alerta de que algo no organismo está em desordem. Nas crianças, é comum devido aos problemas respiratórios, já que a oclusão (mordida) ainda não está formada.

Quem respira pela boca tem mais descamação da mucosa bucal, que se deposita sobre a língua formando a saburra lingual, principal responsável pela liberação dos gases de enxofre. A criança passa a respirar pela boca e isto resulta no ressecamento pela falta da saliva – que é um protetor natural dos dentes e gengivas. Nestes casos, é frequente a criança acordar com um mau hálito acentuado.  Por isso, é importante consultar o dentista para verificar as causas e o tratamento adequado para o caso!

Você tem dentes sensíveis?

A sensação de choque para quem tem dentes sensíveis pode acontecer em qualquer momento do dia, com gelado, com ácido, com metal. Veja algumas situações que só quem tem dente sensível sabe como é:

1. Tomar um copo de água gelado é quase impossível: Só de ver o copo suando, os dentes já doem. Aquela vontade de tomar um copo de refrigerante com bastante gelo nunca passa pela sua cabeça.

2. Morder um picolé é tortura: Chupar picolé é a única forma de matar a vontade de sorvete, nunca, jamais, ocorre a ideia de mordê-lo. E quando você tenta, o choque parece que chega até o cérebro.

3. Escovar os dentes com água fria faz você se arrepender de ter uma boa higiene bucal: Para quem tem dentes sensíveis, uma torneira com água quente no banheiro não é supérflua. A água morna é necessária para que você continue escovando os dentes.

4. Ingerir bebidas e comidas ácidas e se arrepender depois do primeiro gole ou mordida: A sensação de choque nos dentes quando se come algo com limão está pau a pau da mordida no picolé. Pior é que a sensação de dor parece ficar nos dentes por horas.

5. Beber direto na latinha dá arrepio: O contato de materiais metálicos com os dentes dá o típico choque de quem tem sensibilidade.

A boa notícia é que, após o correto diagnóstico do dentista quanto à causa da sensibilidade, existe tratamento. Restaurações, aplicação de dessensibilizantes, laserterapia, uso de cremes dentais para dentes sensíveis, etc.

Descubra a escova ideal para você!

Cabo flexível? Formato oval, retangular ou cônica? Cerdas planas ou arredondadas? Que tipo de escova devo usar?  A maior parte dos dentistas concorda que as escovas macias são mais eficientes para remover a placa bacteriana e os resíduos de alimentos. De preferência, a escova deve também ter cabeça pequena para poder mais facilmente alcançar todas as áreas da boca, como, por exemplo, os dentes posteriores.

Com relação ao tipo de cabo (por exemplo, flexível ou não), formato da cabeça da escova (retangular, cônica, etc.) e estilo de cerdas (com pontas planas, arredondadas, em diferentes níveis, etc.), escolha o que for mais confortável para você. O importante mesmo é usar uma escova que se ajuste bem à sua boca e alcance todos os dentes.  Para muitas pessoas, especialmente aquelas que têm dificuldades para escovar ou destreza manual limitada, a escova elétrica é uma boa alternativa, porque limpa melhor os dentes.

Quando devo trocar minha escova dental?
Troque sua escova de dentes a cada três meses ou quando perceber que ela começou a ficar desgastada. Além disso, é muito importante trocar de escova depois de uma gripe ou resfriado para diminuir o risco de nova infecção por meio dos germes que aderem às cerdas.

Inauguração do Projeto Observa – IEVA e Dr. Veit Produtos

A Dr. Veit Produtos está sempre preocupada e inserida em causas sociais. Por isso, desenvolvemos o Projeto Salve o Planeta Azul, que vem criando uniões capazes de mudar o planeta; o Dentista Azul, para difundir o ideal de sustentabilidade no ambiente de trabalho; a parceria com Menos 1 Lixo, com o objetivo de diminuir a produção de lixo, e agora, estabelecemos uma nova parceria para incentivar o contato com a natureza: o Projeto Observa.

O Projeto Observa é uma iniciativa inédita do IEVA (Instituto Eventos Ambientais) para estimular a sociedade a receber e transmitir conhecimentos sobre a educação ambiental, com um método de observação de aves e árvores. O birdwatching, como é conhecido, sugere analisar o habitat e ainda identificar os sinais naturais de equilíbrio e desequilíbrio dos ecossistemas.

A atividade será inaugurada no dia 23 de agosto, no Parque Estadual do Grajaú, localizado no Rio de Janeiro, juntamente com o 101º aniversário do bairro. A primeira turma contemplará os moradores do entorno do bairro e serão selecionados 10 alunos para o curso inicial! Além disso, realizaremos também uma pequena dinâmica de observação com percurso de trilha e entregaremos coletes produzidos por nós aos alunos da comunidade de Vila Rica, Grajaú. Mais um apoio do Dr. Veit para um mundo mais azul!

4 passos para dentes saudáveis!

Conheça os 4 passos para você e sua família se protegerem de doenças bucais com dentes e gengivas saudáveis por toda a vida:

- Escove os dentes pelo menos três vezes ao dia usando um creme dental com flúor, principalmente após as refeições;

- Use fio dental diariamente;

- Limite o número de lanches ingeridos por dia;

- Visite seu dentista regularmente.

É fácil orientar sua família para ter uma boa saúde bucal. É simples, basta ter as informações corretas e um pouco de prática para mantê-los na direção certa!

Conheça alguns deslizes que acabam com sua saúde bucal!

Escovar os dentes com o dedo: Foi dormir na casa de um colega e esqueceu a escova de dentes? Uma vez ou outra não tem problema, mas saiba que o ato serve mais para livrar a consciência e melhorar o hálito momentaneamente do que higienizar a boca em si. Porém, o hábito de escovar os dentes com o dedo faz com que o índice de cárie, placa bacteriana e tártaro aumente. É a pior escovação que pode existir, já que não há atrito e as bactérias não são removidas, uma vez que esses microrganismos têm ventosas e grudam na superfície dos dentes.

Tirar carne presa no meio dos dentes com um pedaço de papel: Se um pedaço de papel pode cortar o dedo, imagina a sua gengiva? Além disso, ele não remove os restos de alimento com eficácia, pois a placa continua retida. Você não limpa – só se machuca – o que pode acabar inflamando a gengiva.

Pegar escova de dentes emprestada: Acha que beijar o namorado e usar a mesma escova não tem diferença? Mas tem. A impregnação da bactéria na escova é muito maior. Os microrganismos se proliferam por umidade e, quando levada a boca, ela adquire novas bactérias. Nunca compartilhe sua escova de dentes, mesmo que seja com seu filho ou parente – cada pessoa deve ter a sua.

Chupar bala para disfarçar o mau hálito: Chupar balas não resolve o problema do mau hálito, pelo contrário, agrava ainda mais, pois as bactérias que provocam o mau hálito se alimentam do açúcar que a pessoa deixou na forma de restos alimentares.