Vamos melhorar a vida das nossas crianças?

Nosso projeto continuará neste ano de 2019! A família Dr. Veit espera que em dezembro, quando realizarmos a 19ª edição do Natal Azul, tenhamos menos crianças no Brasil que precisam de projetos sociais como o nosso. Vamos construir um país melhor juntos?

Hoje é dia do Dentista Brasileiro!

Ter um sorriso bonito e saudável é algo que muitos procuram. Mas só existe um profissional capaz de fornecer tal desejo: o dentista. Responsável por proporcionar sorriso, satisfação e felicidade, nada mais justo do que um dia só para eles.

Na data de hoje, a Família Dr. Veit gostaria de homenagear todos os dentistas, em especial os nossos colaboradores, que se empenham em entregar sempre o melhor resultado possível para os pacientes. Parabéns!

Depoimento Ney Chagas

A melhor coisa que existe para o profissional é o reconhecimento por algo que tenha sido feito com dedicação, e conosco não poderia ser diferente.

Diretamente da tijuca e com um sorrisão no rosto, Ney Chagas é mais um de nossos queridos pacientes que confiou na qualidade de nosso trabalho e ficou bastante satisfeito.

Ney, nós que agradecemos imensamente pelo depoimento carinhoso. Veja, com exclusividade, o depoimento de Ney:

“Parabéns a Cynthia, parabéns Veit, por esse imenso trabalho. Se dedicando há 15 anos a população tijucana, população do Rio de Janeiro. Engrandecem e nos envaidece muito aos tijucanos do Rio de Janeiro e principalmente a mim e a toda minha família. Esta presente com vocês e continuaremos sempre assim, ao seu lado e você do nosso lado. E você nos deu orgulho de ser atendido por vocês. Esse staff maravilhoso que vocês tem aqui que nos acompanha dia a dia sem recomendação nenhuma, pois são todos carinhosos, todos perfeitos profissionais. Da melhor escolha, da melhor qualidade, um atendimento maravilhoso. Feliz 15 anos a clínica Veit e que vocês perpetuem aqui na tijuca e a nível Brasil por muitos e muitos anos. Que assim seja.”

Mês Salve o Planeta Azul

Publicado em Curiosidades, Dicas, Dr. Veit Bio, Economizando todo dia, Felicidade, Idéias Sustentáveis, Práticas Saudáveis, Sorriso Social | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Dr. Veit é convidado para dar palestra em um dos maiores congressos mundiais da Odontologia

Publicado em Curiosidades, Felicidade, Novidades | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Sorria com o Dr. Veit

Como devo limpar a língua?

Ouça aqui a resposta: 

Sorria!

Já fez a sua malhação do sorriso hoje? Isso mesmo, sorrir, além de ser muito bom para a mente, também é um exercício físico. Esse simpático movimento facial levanta as bochechas, eleva os cantos da boca e também movimenta os olhos. Sorrir fortalece os músculos da bochecha, tonifica a pele do rosto. Um sorriso contrai 28 músculos do rosto. Se for uma Canada Goose Jacka Billigt gargalhada, ainda movimenta os músculos abdominais e todo o resto do corpo. Sorrir previne doenças, estimula o cérebro, rejuvenesce, liberta e combate o estresse. Então sorria.

Ceia de natal saudável

As festas de fim de ano são um perigo para a alimentação saudável. Geralmente, é nesta época do ano em que as pessoas cometem exageros à mesa – e aí vêm os quilos a mais. Neste natal, que tal fazer diferente e apostar numa ceia mais saudável?

Baseada nos costumes de alimentação dos europeus e dos norte-americanos, a ceia de natal que se tornou tradicional para as famílias brasileiras oferece riscos à saúde por dois motivos principais: primeiro, porque os alimentos são muito calóricos. Depois, porque, nesta época, as pessoas costumam ingerir grandes quantidades de comida – os médicos dizem que, dependendo do banquete, é possível ganhar mais de 2 kg na véspera de natal – sem falar nos desconfortos, como a má-digestão e os reflexos no dia seguinte.

Para quem está procurando um cardápio saudável para a ceia, Golden Goose Deluxe Brand separamos as dicas que valem por um presente de natal:

1- Nozes, castanhas, avelãs e amêndoas são aperitivos naturais que estão sempre presentes nas mesas de natal. Eles têm propriedades que regulam os níveis de colesterol, além de selênio e antioxidantes.  Porém, evite exagerar, já que esses alimentos são bem calóricos. As frutas secas também são aperitivos muito saudáveis: ricas em vitaminas, antioxidantes e outras propriedades responsáveis por melhorar o humor e diminuir a ansiedade.

2- Escolha apenas um tipo de carboidrato para compor o seu prato: geralmente, as opções mais saudáveis são as coloridas. Por isso, que tal fazer um arroz especial, utilizando as castanhas e as frutas secas? Você também pode preparar uma farofa com legumes, fácil e rápida de fazer.

3- O peru é a carne mais saudável para a sua ceia. Por ser mais Barbour Jacka Rea magro, ele é mais indicado do que o chester, o tender ou o pernil, mas todas estas opções têm alto teor de nutrientes, como o ferro e as vitaminas do complexo B. Para reduzir o colesterol da carne, evite consumir a pele da peça.  E, por  último, sirva o peru com frutas leves, pois elas costumam a aliviar a digestão.

4- Se você tem o hábito de beber nas festas de fim de ano, evite os destilados – aposte nos vinhos e espumantes, que são menos calóricos.  A orientação dos especialistas é alternar um copo de água com um copo de bebida. Se você não ingerir bebidas alcoólicas, fica mais fácil criar e experimentar novas bebidas, como sucos e drinques sem álcool preparados com as frutas da época.

Fonte: Ciclo Vivo

Meditação para reduzir o estresse

Meditar está deixando de ser uma prática restrita à turma “zen” para se tornar uma opção para quem quer viver mais e melhor. Até executivos têm buscado a prática para ganhar produtividade.

Há alguns anos, o National Institutes of Health (NIH), agência dos Estados Unidos responsável por pesquisas médicas, reconheceu formalmente a meditação como terapêutica que pode ser associada à medicina convencional. Aqui, o Ministério da Saúde foi pelo mesmo caminho e passou a incentivar postos de saúde e hospitais públicos a oferecer a técnica em todo o país.

Uma das maiores vantagens da atividade é promover o relaxamento físico, mental, emocional e metabólico. Durante a sessão, o organismo consome 17% menos oxigênio, o ritmo cardíaco diminui e as ondas cerebrais alcançam uma frequência lenta e benéfica. Isso significa que o organismo entra em um estado de repouso, baixando a ansiedade e favorecendo o sistema nervoso.

Mais meditação, menos consultas

O cardiologista americano Herbert Benson, pesquisador e fundador-presidente do Instituto Mente/Corpo da Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard (EUA), afirma que 60% das consultas médicas poderiam ser evitadas se as pessoas apenas usassem a mente para combater as tensões causadoras de complicações físicas.

“Relaxando a cabeça e trabalhando melhor a oxigenação do cérebro, tudo melhora”, afirma Ken O’Donnel, australiano radicado no Brasil, diretor para a América do Sul da Brahma Kumaris (organização não-governamental com sede na Índia) e escritor de 15 livros.

A meditação também promove paz interior e abre os canais para que o indivíduo encontre o que há de mais profundo nele próprio, levando ao autoconhecimento. No livro “Transformando a Mente”, o líder espiritual Dalai Lama explica que a prática nos permite ter algum controle sobre pensamentos e emoções. Em vez de ficar correndo atrás disso ou daquilo sem concentrar a atenção, alcançamos a capacidade de voltar a mente para um objeto determinado e focamos nele, de acordo com nossa vontade.

Várias correntes

Basicamente, conta O’Donnel, há três correntes de meditação: a primeira, como a zen, busca esvaziar a cabeça usando exercícios de respiração e outras técnicas para reduzir a atividade mental a zero; a segunda, que inclui a transcendental, ocupa a mente com sons repetidos, imagens ou visualizações; o último grupo, que abarca a “raja” ioga, treina o cérebro para funcionar de maneira mais ordenada e positiva.

“De maneira geral, as três linhas englobam todas as formas que hoje estão aí. A mente é como um campo de futebol: as duas primeiras reduzem ao máximo a atividade neste campo, desestimulando pensamentos, sentimentos, sensações e lembranças; a terceira não objetiva esvaziar ou substituir, mas tornar a compreensão parte do funcionamento normal do cérebro.”

Antes de optar por esta ou aquela corrente, é importante saber o que se busca e, claro, dedicar-se à prática de maneira regular. Isso significa pelo menos duas sessões diárias, de 15 a 20 minutos. Vale lembrar que a transcedental não tem cunho religioso ou espiritual. Basta se sentar (e não precisa ser nem em posição de lótus) e meditar.

Nas diferentes academias de meditação e ioga, você vai encontrar alguns tipos com nomes como Dinâmica, Kundalini, Mandala, Vipassana – vale experimentar para ver qual tem mais a ver com você.
“A meditação tem como objetivo o estado de união com algo maior”, acredita Paulo Sérgio Oliveirah, pós-graduado em Psicologia Transpessoal, consultor e psicoterapeuta, professor de “hatha”, “raja” ioga e iogaterapia.

Para Ken O’Donnel, aprendemos a pensar menos e melhor com a prática. “A mente aberta passa a ter intuições com mais frequência. O poder de concentração e de compreensão igualmente aumentam, e a vida flui naturalmente. Na hora das decisões importantes, há clareza sobre o que fazer. Os relacionamentos são beneficiados; não se despeja muita expectativa e cobrança sobre o outro. A despreocupação – não o descuido – cresce junto com a autoconfiança. Tudo isso traz bem-estar e qualidade de vida.”

O’Donnel diz que são quatro os níveis de estresse: no primeiro, há uma ansiedade leve, e muitos o consideram algo saudável, pois torna a pessoa motivada (para, por exemplo, correr atrás de uma promoção no trabalho); no segundo, o nervosismo é contínuo e há queixas de sobrecarga e angústia frequentes; no terceiro, o estresse crônico traz resultados negativos e explícitos, como irritabilidade e manifestações somáticas (dor de cabeça relacionada à tensão); já no quarto nível, o indivíduo se sente exausto o tempo todo, tanto física como emocionalmente, perdendo o sentido de autorrealização e ganhando sintomas graves que requerem ajuda médica.

“A meditação ameniza o estresse em todos os patamares por dois motivos: cria mais resistência e resiliência, especialmente em situações adversas e diante de pessoas com personalidades difíceis; e auxilia na compreensão do que está acontecendo à volta, reduzindo o peso das situações”, analisa O’Donnel.

Fonte: UOL