25/10 – Dia do Dentista e Saúde Bucal

O dia de hoje é de extrema importância para nós, dentistas! Com mais de um século de integração germano-brasileira, a tem, desde suas raízes, profissionais pioneiros em . É um prazer compartilhar cada vez mais sorrisos com vocês. Parabéns a todos os colegas de profissão e à equipe de dentistas sensacionais que fazem parte da ! Espalhem sorrisos e alegrem mundo. Esse é o nosso objetivo de cada dia como dentistas!

Hoje é dia do Dentista Brasileiro!

Ter um sorriso bonito e saudável é algo que muitos procuram. Mas só existe um profissional capaz de fornecer tal desejo: o dentista. Responsável por proporcionar sorriso, satisfação e felicidade, nada mais justo do que um dia só para eles.

Na data de hoje, a Família Dr. Veit gostaria de homenagear todos os dentistas, em especial os nossos colaboradores, que se empenham em entregar sempre o melhor resultado possível para os pacientes. Parabéns!

Conheça o projeto Natal Azul

Com o final de ano se aproximando cada vez mais, o espírito natalino se aproxima aos poucos. E com ele, vem aquele sentimento de compaixão e esperança. Infelizmente, nem todos conseguem usufruir de todas as coisas boas que essa data nos proporciona.

Partindo deste princípio, guiado por muita luz, positividade e amor, desenvolvemos e criamos o projeto Natal Azul, que nasceu com um único objetivo: levar alegria, diversão e uma festa maravilhosa repleta de atrações para a criançada.

A ideia, que foi acolhida com muito carinho por inúmeros voluntários e colaboradores, tinha tudo azul: desde pipoca e algodão-doce, até o próprio Papai Noel. E este ano não será diferente, claramente!

Dr. Veit é convidado para dar palestra em um dos maiores congressos mundiais da Odontologia

Publicado em Curiosidades, Felicidade, Novidades | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Lentes de Contato Dentais

Publicado em Curiosidades, Novidades | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Garrafa portátil deixa a água do mar potável

Quatro estudantes da Universidade de Yonsei, na Coreia do Sul, criaram uma garrafa especial que deixa a água do mar própria Parajumpers Jacka Kodiak para consumo. Batizado de Puri, o recipiente concorre a um prêmio por contar com uma tecnologia que elimina o sal e outras propriedades das amostras do líquido.

Os nomes dos criadores da garrafa são b Golden Goose Sneakers Herren Sale em difíceis: Younsun Kim, Kangkyung Lee, Byungsoo Kim e Minji Kim – mas o sistema desenvolvido é bem fácil de ser utilizado: de acordo com os criadores da Puri, o usuário só precisa bombear um dispositivo e direcionar a água salgada para a câmara de filtragem da garrafa, responsável pela pressurização. Por meio do processo, o líquido é dessalinizado e enviado a uma câmara interna de armazenamento de água potável.

De acordo com o grupo de estudantes, a garrafa foi criada com a intenção de ser instalada nas embarcações, garantindo o acesso à água potável em situações de risco, como naufrágios, incêndios e outros acidentes em alto mar. Confira o vídeo abaixo:

Assim, por meio do processo batizado de osmose inversa, os usuários coletam a água salinizada no mesmo recipiente que vai filtrar o recurso. “Este é o único objeto que pode suprir a demanda de água potável dos envolvidos em um acidente em alto mar”, afirmam os estudantes.

Classificada pelo site internacional Co.Exist como uma “garrafa mágica”, a Puri ainda é um protótipo, mas já concorre a um importante prêmio de design e inovação. Além de se tornar uma importante ferramenta de combate à escassez de água potável no mundo, se for comercializada, a garrafa se tornará uma ferramenta indispensável de resgate em alto mar.

Fonte: Ciclo Vivo

Ecotelhados

Um novo sistema criado pela empresa brasileira Ecotelhado traz uma inovação para o mercado da construção civil mundial. Chamado de “Sistema Integrado Ecoesgoto”, ele trata todos os resíduos orgânicos do edifício, provenientes das descargas de sanitários, papel higiênico e restos de alimentos, e os reutiliza na irrigação de jardins, assim como nas coberturas e paredes verdes.

Enquanto nos EUA e na Europa, o sistema é alternativa sustentável para descentralizar o tratamento de esgoto e reaproveitar a água em caso de calamidade, no Brasil e em outros países da América Latina, África e Ásia, a tecnologia pretende resolver problemas de saneamento básico, ainda tão presentes. Além disso, hoje, a água vem de lugares distantes, e, após ser usada, é enviada também para longe para ser tratada, ou, simplesmente, é despejada em rios e córregos sem tratamento algum.

O sistema integra o tratamento de resíduos orgânicos dentro do próprio empreendimento. A água tratada por um filtro biológico é utilizada para regar telhados verdes e jardins verticais. O sistema também prevê a captação e reutilização da água da chuva.

O projeto, que não usa produtos químicos e necessita de pouca manutenção, também economiza energia, pois o processo evaporativo – por meio da parede e da cobertura verde – cria uma barreira contra o frio e o calor, gerando economia em sistemas de condicionamento.

Por ser tão completo e sustentável, um edifício que utiliza o sistema integrado pontua em todas as exigências para obtenção dos principais selos de construção sustentáveis do mundo.

João Feijó, engenheiro agrônomo e diretor da Ecotelhado, explica que o sistema foi criado com o objetivo de promover uma solução sustentável para a irrigação de paredes e coberturas verdes. “Essas estruturas ajardinadas consomem muita água, e, o que era para ser sustentável por trazer o verde à cidade e diminuir o CO2, acaba se tornando um grande problema por consumir muita água, já tratada. Além disso, as plantas preferem a água tratada pelo vermifiltro, que não possui cloro e contém microrganismos, essenciais para a vida das plantas.”

Segundo Feijó, a infraestrutura verde precisa entrar no planejamento das cidades. “É a resposta mais inteligente para diversos problemas urbanos. Se os telhados e paredes verdes devem prosperar, primeiramente devemos repensar o tipo de água que também vamos usar”, finaliza.

Confira os vídeos:

Rio Grande do Sul lança plano de turismo sustentável

A Secretaria do Turismo do Estado do Rio Grande do Sul (Setur/RS) assinou um contrato para elaboração do Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável (PDITS) do corredor turístico entre Porto Alegre e a Serra Gaúcha.

A ITEC – Infra Tech Engenharia e Consultoria S.C. foi a empresa vencedora do edital de licitação. O Golden Goose Superstar Sneakers projeto foi aprovado pelo Ministério do Planejamento, o que garante a captação de 45 milhões de dólares junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para ser aplicado à infraestrutura no corredor turístico, que beneficiará as regiões de Porto Alegre e Delta do Jacuí, Vale do Paranhana, Hortênsias e Campos de Cima da Serra.

Para a realização das obras, serão levadas em consideração a acessibilidade e a sustentabilidade. Na região do Pampa, por exemplo, sugere-se estimular a prática de atividades de aventura, como caminhadas, trilhas a pé, a cavalo, cicloturismo, rapel e escaladas.

O plano ressalta que agora é preciso implantar as ações e buscar parcerias. A ideia é que o Estado se consolide como um destino turístico para os próprios gaúchos, para os brasileiros e à população do resto do mundo.

Ônibus movido a energia solar não cobra tarifa na Austrália

Sem combustível e sem eletricidade. Batizado de Tindo, que num dialeto aborígene significa sol, o ônibus sustentável já circula na cidade de Adelaide, na Austrália. Toalmente abastecido pela energia solar, ele ainda oferece ar condicionado e wi-fi aos passageiros, recursos obtidos pelos painéis fotovoltaicos da rede pública estatal.

O ônibus ecologicamente correto faz parte da frota da Adelaide Connector Bus, uma das maiores companhias de transporte público da cidade australiana, e tem capacidade para transportar até 40 pessoas sentadas. A própria companhia que tomou a iniciativa de reduzir suas emissões de carbono. Além disso, a tarifa zero é garantida a todos os passageiros, já que não há gastos com energia elétrica e nem combustíveis. Portanto, essa não deixa de ser uma solução atrativa para o transporte coletivo nos grandes centros urbanos.

Fabricado por neozelandeses, o veículo incorpora a energia solar disponível na rede. O Tindo possui peças importadas e é silencioso, além de não possuir motor de combustão convencional. Uma das estratégias adotadas a fim de melhorar o aproveitamento de energia do veículo é um sistema de frenagem regenerativa, a qual transforma o impacto dos freios em força, economizando mais de 30% do consumo total de energia do ônibus.

O veículo está em circulação desde fevereiro e já percorreu 60 mil quilômetros e economizando mais de 14 mil litros de diesel, os quais seriam responsáveis pela emissão de 70 toneladas de gases poluentes na atmosfera. Para conhecer mais, veja o vídeo:

Mais espécies encontradas

Os pássaros são o grupo de vertebrados bem conhecidos e admirados. A comunidade ornitóloga teve uma grande surpresa quando um grupo do Museu de História Natural de Louisiana divulgou a descoberta de novas espécies de pássaros na Floresta Amazônica.

A equipe liderada por Bret Whitney não descobriu uma ou dias espécies, mas sim quinze. Pode ser considerado o maior número catalogado de uma vez só desde 1871, e também serve para mostrar que a população tem muito a aprender sobre a floresta tropical mais importante do mundo.

Para tais descobertas, os membros da equipe usaram como recursos imagens por satélite, gravações digitais dos sons locais, análises de DNA e um alto poder de computação. Ainda assim, as descobertas dependem e muito da exploração in loco, tornando necessária a viagem até as remotas áreas da Floresta Amazônica. A maioria das espécies foi identificada pelos cantos e chamados sonoros.

A equipe contou com mais de 30 autores para descrever as 15 espécies encontradas. Ornitólogos da Argentina, Colômbia, EUA e Brasil foram chamados. Entre eles, Mario Cohn-Haft, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, em Manaus, e Alexandre Aleixo, do Museu Paraense Emílio Goeldi em Belém, receberam seus Doutorados no Departamento de Ciências Biológicas da Universidade de Louisiana, e participaram do projeto com Luís Fabio Silveira do Museu de Zoologia da USP.