Preparando as crianças para o dentista

Olá, pessoal, tudo azul? Os pais são responsáveis pelas relações dos filhos com os dentistas. Para que as crianças não tenham medo, devem escolher um odontopediatra, visitá-lo previamente e, principalmente, demonstrar uma atitude de incentivo quanto às visitas. Muitas pessoas não gostam de ir ao dentista e acabam passando isso para os filhos. Acompanhe o programa @sorriacomdr.veit, pioneiro na rádio brasileira com dicas de saúde bucal, na Rádio @sulamericaparadiso FM 95.7. De segunda a sexta, às 11h20 e 18h15. Sábados e domingos ao meio-dia.

Chupeta e saúde bucal

Isabel Marant Shoes UK

Atenção ao consumo excessivo de chocolate após a Páscoa

< a href="">choco

Chocolate é sempre gostoso, mas na época da Páscoa consegue ficar ainda melhor, não é mesmo?! Porém, é preciso ficar atento à limpeza bucal e escovar muito bem os dentes logo depois de consumi-lo, devido, principalmente, à alta quantidade de açúcar que possui.

A preocupação deve ser ainda maior para quem usa aparelho ortodôntico. Isso porque é comum e mais fácil que o alimento fique preso em sua estrutura.

O principal é que as pessoas façam a escovação o mais rápido possível depois de ingerir o chocolate. Quanto mais tempo os resquícios do alimento ficarem na boca, maior é a chance do desenvolvimento de cáries.

Portanto, neste período em que costumamos receber muitos chocolates, é necessário redobrar a atenção.

Como identificar problemas de visão nas crianças?

O diagnóstico de doenças oculares na infância é muito difícil, pois é preciso que pais e professores observem qualquer queixa da criança. Para evitar que doenças graves se desenvolvam o ideal é realizar a primeira consulta até os três anos de idade e a segunda visita, entre cinco e seis anos.

De acordo com a oftalmologista Erika Silvino Rodrigues, a primeira avaliação é feita logo após o nascimento, o chamado “teste do olhinho”. Com ele, é possível ver se há algum obstáculo ou alguma opacidade que impeça a entrada de luz no olho. O teste do olhinho pode identificar problemas como catarata congênita, cicatriz na córnea e até mesmo tumores.

— Crianças prematuras com peso inferior a 1500g ou que necessitaram de oxigênio após o nascimento e filhos de mães que tiveram problemas de infecção durante a gestação, precisam fazer exame detalhado da retina (mapeamento de retina), pois há risco de comprometimento da Parajumpers Jacka Billigt visão durante a formação — explica a especialista.

Como identificar os problemas nas crianças?

Até os seis meses, é comum o olho da criança tremer esporadicamente, assim como entortar. Isso porque, nessa idade, a criança não tem a musculatura do olho bem desenvolvida.

— No entanto, se o tremor for constante ou olhinho ficar sempre torto, os pais devem procurar um especialista — afirma Erika.

Além disso, dores de cabeça, vermelhidão nos olhos e o ato de franzir a testa podem ser outros sintomas para sinalizar anormalidades na visão de crianças. Ainda de acordo com a oftalmologista, a falta de interesse dos pequenos por algumas atividades pode ser sinal de algum distúrbio visual. Ao detectar esses sintomas, é possível evitar problemas no desempenho escolar da criança.

As soluções mais indicadas

A redução da visão em um dos olhos dificilmente é notada por pais ou professores. Esta precisa ser diagnosticada precocemente para que possa ser feito estímulo na visão fraca.

— Essa estimulação é realizada por meio da oclusão (tampão) do olho saudável, para que a criança force a outra visão, estimulando a área responsável pela formação da imagem.

Entretanto, crianças acima de cinco anos já apresentam a área responsável pela imagem desenvolvida e por isso é preciso consultar um médico antes dessa idade.

Pais e professores devem ficar atentos. Os principais problemas visuais em idade escolar são a miopia, hipermetropia e astigmatismo, conhecidos como erros de refração que podem ser corrigidos com o uso de óculos. Caso o pequeno necessite do uso de óculos, as visitas ao oftalmologista devem ser feitas entre seis e 12 meses, seguindo sempre a orientação médica.

Escovação das crianças

Para as crianças não esquecerem a higiene oral, crie uma rotina com elas. Escove os dentes com seu filho pelo menos duas vezes por dia, leve-o para comprar uma nova escova a cada três meses e coloque um cronômetro no banheiro, marcando pelo menos três minutos para cada escovação. Ele vai se divertir e lembrar sempre das lições.

Saúde bucal do bebê

Bebês também necessitam de cuidados especiais nos dentes, mesmo quando ainda não os tem. Para evitar a formação de placa bacteriana que se deposita nos dentes e provoca cáries, os pais devem começar a limpar Parajumpers Jacka Billigt regularmente a gengiva dos pequenos com um paninho bem limpo e úmido, especialmente depois das mamadas.

Quando aparecerem os primeiros dentinhos os pais devem escová-lo durante dois minutos duas vezes ao dia com uma escova de dentes infantil de cerdas bem macias e cabeça emborrachada, e com uma quantidade mínima de pasta de dente sem flúor.

É impostante levar os pequenos regularmente ao dentista, a idade ideal para que isso aconteça varia de uma criança para outra, mas consulte sempre um pediatra, que irá dizer o tempo ideal para levar suas crianças ao dentista. Normalmente é a partir do primeiro ano, depois de seis em seis meses para acompanhar a evolução dos dentes.

Quarto estágio

Hoje vamos falar da última etapa para ajudar às mamães ajudarem seus pequenos na hora da escovação. Essa última fase equivale à crianças acima de 8 anos.

Crianças a partir dos oito anos de idade usam pasta de dente e escova projetada para uma mistura complexa de tamanhos de dentes – permanentes e de leite.

As escovas mais indicadas para limpeza são com as cerdas massageadoras para os espaços sem dente e extremidade com cerdas mais alongadas para alcançar e limpar os dentes de trás.

Terceiro estágio do seu bebê

Para todas as mamães, hoje vamos continuar com as nossas dicas de saúde bucal para o seu pequeno. Agora é a vez do terceiro estágio, que vai de 5 a 7 anos.

A partir dos 5 anos começam a nascer os dentes molares permanentes da criança e é importante o uso da escova e pasta de dente para uma boa higienização.

Toda criança merece um cuidado especial para com os seus dentes, e além de tudo os pais devem ensinar desde cedo como escovar corretamente, além de sempre ter uma orientação profissional.

Dica para o seu bebê – 2º estágio

Hoje vamos continuar a tratar da saúde bucal do seu pequeno, só que agora no segundo estágio que vai de 2 a 4 anos.

  • A partir dos dois anos a criança deve usar pasta de dente com flúor para evitar as cáries durante o desenvolvimento dos dentes.
  • A pasta Oral-B Estágios protege contra as cáries de modo eficaz com sua fórmula em gel suave e com diversos sabores que agradam as crianças.
  • Supervisione a escovação da criança até ela aprender a escovar corretamente. O recomendado é gastar dois minutos escovando os dentes, prestando bastante atenção naqueles que são os principais responsáveis pela mastigação e nos dentes de trás, que é onde as cáries começam a se formar. Sei que a limpeza dos dentes aborrece as crianças, então deixo aqui algumas idéias para tornar a tarefa um pouco mais divertida:
    • Use escova do tipo da Oral-B 2º Estágio, que é própria para a criança pequena que está aprendendo a escovar e cujos dentinhos estão ainda em crescimento. Seu desenho permite alcançar efetivamente todos os dentes, com sua cabeça estreita e cerdas de padrão simples e um grupo de cerdas mais compridas na extremidade (“Power Tip”).
    • Escove seus dentes ao mesmo tempo, para dar o exemplo. Assim seu filho vai aprender observando e imitando o que você faz.
    • Cante ou coloque para tocar uma musiquinha que ele goste durante os dois minutos de duração da escovação, ou então recite versinhos para distraí-lo.
    • Quando a criança já tem dois anos, os pais precisam começar a pensar muito no impacto dos hábitos de alimentação/nutrição não só sobre a saúde bucal e como sobre sua saúde de modo geral. Para criar bons hábitos, é preciso restringir o consumo de bebidas doces, incentivar o abandono da mamadeira e do copinho com bico e oferecer sempre à criança comida saudável, tanto nas refeições principais quanto nas intermediárias.

Cada estágio do seu filho

Hoje nós vamos tratar da saú de bucal do seu bebê. Cada post vai fazer referência a cada estágio da vida do seu pequeno. Vamos lá?

Vamos começar com o primeiro estágio do bebê, que é de 4 a 24 meses.

• Para evitar a formação de placa, que é uma massinha branca cheia de bactérias que se deposita nos dentes e provoca cárie, os pais devem começar a limpar regularmente a gengiva do bebê recém-nascido com um paninho úmido depois de todas as mamadas (no peito ou na mamadeira).
• Quando aparece o primeiro dentinho, os pais devem escová-lo durante dois minutos duas vezes ao dia com uma escova de dentes infantil de cerdas bem macias e cabeça emborrachada, e com uma quantidade mínima de pasta de dente sem flúor.
o A escova Oral-B 1º Estágio possui cerdas próprias para bebê e cabeça larga, para massagear a gengiva de forma bem suave.
• Os pais devem perguntar ao pediatra quando devem levar o filho ao dentista, mas a regra geral é: “Primeira consulta no primeiro aniversário.” Depois, a cada seis meses, para acompanhamento do desenvolvimento dos dentes.