Brasileiro mobilia sala com objetos achados no lixo

Publicado em por

O Scarcity Project, ou Projeto Escassez, foi desenvolvido para fazer as pessoas repensarem sobre o descarte. O trabalho, liderado pelo designer brasileiro Paulo Goldstein, consiste em transformar utensílios encontrados nas ruas de Londres.

A ideia surgiu a pedido de um de seus professores, que o incumbiu de transformar um espaço desocupado com alternativas criativas. Assim, começou a caçada pelas ruas da capital inglesa. Junto com uma equipe, Goldstein encontrou cadeiras, rodas, caixas, mesas entre outros utensílios que logo seriam revitalizados.

Os materiais, que estavam destinados ao fim, ganharam nova vida. Com criatividade e a vontade de fazer a transformação com as próprias mãos, o lixo voltou a ter cor e utilidade. Fitas, cordas, tintas, plástico e muitos outros acessórios foram usados na missão de Parajumper Svart reaproveitamento.

“O resultado é uma alegre celebração de objetos reparados, promovendo uma narrativa diferente sobre a escassez, explorando e expandindo o potencial daquilo que foi deixado para trás pelas anomalias da nossa cultura de consumo”, relata o site do projeto.

Veja no vídeo abaixo o resultado do Scarcity Project:

from on .

O designer brasileiro tem ainda outros projetos de reaproveitamento de itens descartados. Um dos exemplos é o “Repair is Beautiful”, em que objetos quebrados ganham novas formas e se tornam úteis novamente. Na apresentação do trabalho, o designer faz uma analogia com a crise financeira, causada por “sistemas quebrados” e que torna muitas coisas fora de controle. Poder reparar algo inválido é como recuperar esse controle. Além do reaproveitamento, o projeto pretende levantar essas questões sobre a sociedade como um todo.

Fonte: Ciclo Vivo

Comentários encerrados.