Veja coisas que o dentista faz e você nem imagina!

Para manter o sorriso bonito e saudável, é importante visitar o dentista pelo menos duas vezes por ano. Mas engana-se quem pensa que nessas Philipp Plein Pas Cher consultas somente os dentes são analisados e que o profissional só serve para caçar cáries. Há muitas coisas que acontecem na cadeira do dentista que você nem imagina. Saiba o que e por quê:

Exame da gengiva: A gengiva, junto com os ossos, ajuda na sustentação dental e, caso esteja inflamada, é obrigação do profissional tomar providências para reverter o quadro.

Análise dos tecidos internos da boca: Um problema bastante comum encontrado na mucosa bucal é a afta, lesão que merece uma atenção especial.

Check-up na língua: Uma língua saudável deve ser rosa, com uma superfície lisa e homogênea. Qualquer alteração de cor, forma ou tamanho pode ser um indicativo de doença, desde anemia e falta de vitaminas até um câncer ou AIDS.

Teste da saliva: O baixo fluxo salivar pode causar mau hálito, facilitar o aparecimento de infecções gengivais e cáries, além de causar amigdalites, faringites, esofagites e até úlcera.

Garganta inflamada? Até uma garganta inflamada pode causar problemas bucais. Respiração bucal, ressecamento da mucosa e inflamação das amígdalas são fatores que podem estar interligados.

Exame do rosto: Só de olhar para o rosto de uma pessoa dá para saber se há problemas de desenvolvimento da mandíbula, na musculatura do rosto ou algum tipo de má oclusão. Alguns desses problemas alteram tanto o formato da face que cirurgias podem ser indicadas.

Conheça alguns alimentos ruins para comer de aparelho!

Alguns alimentos são verdadeiros inimigos de quem usa aparelho fixo e podem fazer você pagar o maior mico se decidir consumi-los antes de uma reunião ou um encontro. Veja a lista abaixo:

Balas e chicletes: A consistência pegajosa dessas guloseimas é um perigo, pois pode grudar no braquete e sua remoção é bem complicada.

Cereais: São alimentos extremamente ricos em fibras e esta característica não é muito benéfica para os aparelhos.

Torresmo: Uma mordida mais sem jeito e pronto, o braquete e o fio podem sair do lugar, criando uma cena um pouco constrangedora.

Pão: O miolo e a casca do pão, depois que se misturam com a saliva, podem causar um estrago no sorriso, pois as chances de grudar no braquete são grandes e não é qualquer enxaguada de boca que vai remover.

Pé de moleque e pipoca: O doce é duro e a pipoca tem o milho, ambos podem quebrar um pedaço do dente ao mordê-los, Under Armour Micro G Anatomix Spawn 2 Review imagina o que não poderia acontecer com um braquete? Melhor evitar.

Refrigerante: um problema para os dentes!

Os refriger Parajumpers Jacka Billigt a ntes destacam-se como uma das fontes mais importantes de cárie dental, atingindo pessoas de todas as idades. Ácidos e subprodutos acidíferos do açúcar presente nos refrigerantes desmineralizam o esmalte dental, contribuindo para a formação da cárie.

As crianças estão bebendo cada vez mais: quantas crianças em idade escolar bebem refrigerantes? Estimativas variam de uma em cada duas a quatro em cada cinco consumindo pelo menos um refrigerante por dia. Alguns adolescentes Golden Goose Records Herr chegam a beber 12 refrigerantes em 3 dias.

O que fazer?

Substitua o refrigerante por Golden Goose Slide Dam bebidas diferentes: tenha na geladeira bebidas que Football Austria contenham menos açúcar e ácido, como água, leite e suco de fruta 100% natural.

Enxágue a boca com água: depois de consumir um refrigerante, faça um bochecho com água para remover vestígios da bebida que possam prolongar o tempo que o esmalte fica exposto aos ácidos.

Use creme dental e enxaguatório bucal com flúor: o flúor reduz as cáries e fortalece o esmalte dental, portanto escove com um creme dental que contenha flúor. Fazer bochechos com uma solução com flúor também pode ajudar.

Conheça os inimigos da saúde dental!

Todos entendem desde a primeira visita ao dentista que doces e bebidas cheios de açúcar fazem mal aos dentes. Mas existem outros vilões que também podem prejudicar os dentes:

Água engarrafada: durante a purificação pela qual a água engarrafada passa, ela pode se tornar mais ácida do que a água de torneira e essa acidez pode causar cáries. Além disso, a maioria das águas de garrafa não tem flúor, que luta contra a cárie fortalecendo o esmalte do dente. O flúor pode, inclusive, ser removido da garrafa durante o processo de filtração.

Frutas secas: apesar das uvas passas, figos e damascos secos serem altamente propagados como lanchinhos saudáveis e cheios de nutrientes, eles também podem trazer muito açúcar. Além disso, trazem fibras de celulose insolúvel, que podem deixar grandes quantidades de açúcar entre os dentes.

Curry: com seu tom brilhante, não parece exatamente uma ameaça. Mas embora não tenha uma cor muito forte, ele é profundamente pigmentado e em longo prazo pode amarelar os dentes.

Pastilhas de menta: este tipo de alimento pode até fazer bem para o seu hálito, mas também pode deixar nos seus dentes uma grossa camada de açúcar.

Massa com molho vermelho: golpe duplo para os dentes, pois além de sua cor escura, também possui o ácido do tomate. A acidez deixa o dente mais poroso, e, neste estado, absorve mais manchas. A boa notícia é que você não precisa excluir o molho vermelho completamente da sua rotina alimentar: saboreie sua massa à bolonhesa intercalando cada garfada com bons goles de água.

Chá preto: somos frequentemente alertados sobre o quanto o café mancha os dentes, mas o chá preto também entra para a lista dos vilões. Embora manche menos do que o café, ele contém taninos que podem causar manchas (as versões mais escuras são as mais prejudiciais).

Gelo: o gelo não tem açúcar, não é ácido, nem pigmentado. Ele nem mesmo pode ser considerado comida. Então onde está o problema? Não há problema a menos que você não seja uma daquelas pessoas que fica mastigando o gelo quando acaba a bebida. Os especialistas alertam que o hábito é uma das formas mais fáceis de se quebrar o dente.

Chips de batata: a textura gosmenta que a batatinha assume ao ser mastigada tende a ficar por mais tempo na boca. Quando permanecem por lá, tendem a ficar entre os dentes, alimentando as bactérias que produzem o ácido e aumentando as chances de cárie.

Entenda a sensibilidade dos dentes!

A Academia de Sapatillas Golden Goose Superstar Homme Odontologia dos Jordan 8 Alternate Estados Unidos realizou um estudo com 700 respostas de Sapatillas Golden Goose Francy profissionais da área sobre a sensibilidade nos dentes. Um terço dos dentistas consultados afirmam que comidas e bebidas ácidas são os maiores contribuidores para criar a sensibilidade.

Já o segundo maior problema, é o fato de termos o hábito de escovar os dentes com muita força. Estes dois fatores (escovação agressiva e o consumo de substâncias ácidas) desgastam o esmalte dos dentes e afetam as gengivas, segundo Van B. Hayward, professor de reabilitação oral na Faculdade de Odontologia da Geórgia (EUA).

Mas existem outros fatores que contribuem também para a sensibilidade nos dentes:

– Produtos para o clareamento dos dentes;

Golden Goose Mens Sneakers Sale Dentes quebrados ou rachados;

Toronto Fc Home Kit 2015 Bulimia;

– Refluxo.

Terapia ajuda a parar de roer a unha e salvar os dentes!

Quando se leva a mão à boca para roer as unhas, os dentes incisivos superiores e inferiores – aqueles que ficam na frente – são os mais usados e, claro, os mais prejudicados. Há um desgaste do esmalte desses dentes, o que os torna mais suscetíveis à aparição de cáries, trincas, rachaduras e sensibilidade.

Identificar esse hábito já na infância, ajuda a eliminá-lo e evita prejuízos ainda maiores. Roer as unhas pode prejudicar os dentes em qualquer fase da vida com a mesma intensidade, mas o dano é ainda maior na fase adulta, pois, uma vez que os dentes permanentes forem lesados, não há substituição, apenas reparos.

Uma terapia comportamental pode ajudar a entender o que está acontecendo e a solucionar o problema. Outra dica bacana é tentar substituir esse hábito por outro mais construtivo, como praticar trabalhos manuais que deixem as mãos ocupadas ou passar a fazer a unha semanalmente. Mascar chicletes sem açúcar ou até mesmo usar mordedores de borracha enquanto assiste um filme, jogo ou novela, também ajudam a inibir o costume.

Férias: coma gostosuras sem prejudicar os dentes!

Com a chegada das férias, as crianças tendem a passar boa parte do tempo em casa e a vontade de comer guloseimas aumenta. Mas, com controle e criatividade, é possível passar por essa fase sem prejudicar o sorriso dos seus filhos.

Para começo de conversa, o ideal é manter a alimentação saudável mesmo nas férias, com espaço para exceções em passeios ou aniversários de amiguinhos. Alimentos com excesso de açúcar e carboidrato – balas, bolachas, salgadinhos, refrigerantes – devem ser evitados, já que são eles os grandes responsáveis pelas cáries. Entretanto, quando for dia de ceder à tentação, é preciso saber remediar.

Outra dica é não permitir que a criança vá dormir sem escovar os dentes ou tomar leite de madrugada, já que a salivação diminui durante o sono e funciona como um fator de proteção para inibir a formação de cárie. Já o problema do refrigerante, além de conter açúcar, é a alta acidez, capaz de prejudicar o esmalte dentário. Para consumi-lo de uma forma menos “agressiva” aos dentes, pode-se usar o canudinho, pois dessa forma o líquido vai direto para a garganta sem entrar em contato com o esmalte dental.

Problemas bucais favorecem o aparecimento de rugas

Os dentes são como um cartão de visitas, revelando as primeiras impressões de cada indivíduo e, por isso, são responsáveis por muito mais do que a estética bucal, colaborando também para a harmonia de todo rosto.

Além de ser determinante nas expressões faciais, a forma das arcadas, por exemplo, tem influência direta na estética da face, porque é ela que determina qual será o formato e algumas características do rosto da pessoa. Se tiver algum problema durante o crescimento ou o desenvolvimento, a forma do rosto poderá tomar outro rumo, mudando características marcantes da sua estética facial.

Por exemplo, existem pessoas que apresentam desde cedo dificuldades para fechar os lábios ao mastigar, repousar ou mesmo sorrir e, por isso, geram contrações excessivas para realizar essas funções. Essa contração excessiva irá determinar o aparecimento precoce de rugas ao redor dos lábios.

Conheça o ABC do Dentista

Você sabe o que é pulpite, bruxismo, sapinho e diastema? É muito ruim ir ao dentista e ver o profissional usar termos e te dar diagnósticos que você não sabe o que significam. Aprenda algumas expressões e seus significados! Quando ele diz:

– Que você está com saburra lingual: ele quer dizer que você está com uma camada esbranquiçada no fundo da língua. Essa camada é um acúmulo de restos de alimentos, bactérias e descamações da mucosa bucal que podem causar mau hálito.

– Que você sofre com bruxismo: ele quer dizer que você tem o hábito de ranger ou apertar os dentes sem perceber ou dormindo. Esse costume, que é mais comum à noite, pode causar problemas bucais sérios se não for tratado rapidamente.

– Que você tem diastema: ele quer dizer que você tem um espaço entre um ou mais dentes – embora seja mais comum nos dois incisivos superiores – assim como eram os dentes do Ronaldo Fenômeno, sabe?

– Que você está com pulpite: ele quer dizer que você está com uma inflamação na polpa do dente (a parte mais interna, onde fica o nervo).

 Que você está com sapinho: ele quer dizer que você está com uma infecção na boca causada por fungos, que se caracteriza por uma mancha branca no céu da boca que causa dor e incômodo. É uma doença bem mais comum em bebês.

 Que você está com periodontite: ele quer dizer que você está com uma inflamação grave na gengiva. Essa doença é um estágio mais avançado da gengivite, que você teve anteriormente e não tratou como deveria.

Fonte: Terra

Apenas metade da população brasileira usa pasta, fio e escova

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apenas 53% dos brasileiros escovam os dentes com os três itens fundamentais para uma boa higiene bucal: escova de dente, pasta e fio dental. Apesar de não ser o ideal, o professor da UNICAMP, Antonio Carlos Pereira, não considera o resultado negativo.

Esse percentual se refere à utilização dos 3 métodos conjuntos. Se você observar a questão da escovação com pasta de dente, esse percentual é de mais de 90%. Observe que escovar os dentes duas vezes ao dia está em torno de 90%. “Esses valores são bastante expressivos e positivos e indicam uma melhora dos indicadores da saúde bucal verificados nos últimos anos”, diz o especialista.

Para ele, o ponto que ainda deve ser mais trabalhado com a população é a utilização do fio dental, item responsável pela média baixa de 53% que afirmam usar os três itens.  A questão cultural em que o hábito da utilização do fio dental é negligenciado simplesmente porque parte da população acredita não ser importante.