Nutricionistas indicam 9 erros na busca pela perda de peso e saúde

Você vive em uma batalha eterna em busca de eliminar os quilos extras, saiba que algumas pequenas mudanças no dia a dia podem ser essenciais neste sentido.

O site FitSugar conversou com os nutricionistas Stephanie Clarke, Willow Jarosh e Mitzi Dulan, que reuniram os 9 principais erros que impedem as pessoas de emagrecerem. Confira e evite.

1. Falta de planejamento

Quando bate a fome e você não está preparado, geralmente são feitas péssimas escolhas. Stephanie recomenda que as pessoas se planejem o máximo possível. Se puder, já organize antecipadamente as refeições principais e lanchinhos para a semana.

2.Guardar seu objetivo com você

Amigos e parentes próximos, quando não estão informados sobre a sua decisão de emagrecer, podem acabar sabotando a dieta. Por isso, compartilhe com eles os seus objetivos sobre a perda de peso. Assim, ao invés de receber um convite para um sorvete depois do trabalho, você poderá ser surpreendido com um convite para a academia.

3. Proteína em excesso ou em falta

Embora as dietas que excluem totalmente os carboidratos, priorizando as proteínas, estejam em alta, em longo prazo acabam resultando na escassez de alguns nutrientes vitais vindos de frutas, vegetais, feijão, sementes e grãos integrais.
4. Malhar para comer

Se você pensa que correr te dá o direito de ‘se acabar’ na pizza, você não só está promovendo uma relação pouco saudável com a comida, como também vai acabar ganhando peso, avisa Stephanie.

Correr por 30 minutos queima cerca de 250 calorias, e uma sobremesa típica, por exemplo, tem 300 calorias. Use a malhação como um complemento a uma dieta saudável, e não para se perder em hábitos alimentares errados.

5. Pular refeições para poder beber

Além de fazer com que você fique bêbado mais rápido, este hábito faz com que você abra mão de nutrientes importantes e derrube os níveis de açúcar no sangue. O segredo aqui é consumir calorias até se sentir satisfeito, limitar a quantidade de álcool e beber bastante água durante a noitada.

6. Passar vontade

Pular seus alimentos favoritos como chocolate, batata frita, vinho e sorvete pode fazer com que a dieta pareça um momento sombrio da vida. Desde que você inclua estes itens na rotina alimentar em pequenas quantidades, isso pode evitar que cometa excessos de uma vez só. Stephanie e Willow recomendam que seus clientes se deem o direito de comer de 150 a 200 calorias extras por dia.
7. O dia do exagero

Você fez tudo certo a semana inteira, logo, merece uma recompensa, correto? Nem sempre. Um dia de exageros pode colocar a perder todo o esforço feito, se você dedicar um dia todo a alimentos calóricos. Ao invés de fazer isso, prefira as pequenas indulgências diárias.

8. Não contar calorias

Monitorar o seu consumo diário de calorias é uma das principais dicas para quem está tentando perder peso, afirma Mitzi. Uma das formas mais precisas de fazer isso é mantendo uma espécie de diário. Você pode anotar em um caderno ou usar sites e aplicativos, para não perder o controle do que anda comendo.

9. Abusar dos alimentos diet

Pasta de amendoim livre de gordura pode ter menos calorias, mas ela também contém ingredientes pouco saudáveis, com sal e açúcar, que dão o sabor para o alimento. Além disso, um estudo recente mostrou que não nos sentimos satisfeitos com este tipo de alimento, porque acabam fazendo com que as pessoas comam ainda mais. Os três nutricionistas ouvidos pelo site concordam que escolher ‘alimentos de verdade’ no lugar dos diet processados é uma forma mais saudável de preencher o estômago.

Fonte: Saúde Terra

Dietas da moda podem prejudicar os dentes

Sucos detox e dietas da moda como as que priorizaram alimentos crus podem ser bons para sua cintura, mas não para os dentes, alerta o especialista baseado em Londres Sameer Patel. Com informações do site do jornal britânico Daily Mail.

Assim como a cárie dentária, outros efeitos colaterais desagradáveis – como o mau hálito e bactérias extras na boca – podem surgir como efeitos de dietas extremas. Confira os piores inimigos neste sentido, listados por ele.

Sucos detox

Dietas de baixa caloria baseadas em sucos detox, muito popular entre celebridades como Salma Hayek e Kate Hudson, podem trazer danos aos seus dentes e gengivas.

Dietas que exigem a troca de refeições por sucos e smoothies podem causar picos de insulina, que logo depois despenca. Isso altera a estrutura do colágeno no corpo e afeta a gengiva, porque as fibras de colágeno é que mantêm os dentes no lugar.

Sucos de frutas e vegetais tendem a ser ricos em ácido, que podem trazer grandes prejuízos ao esmalte do dente.

Patel explica que, embora o ácido de frutas e vegetais seja considerado saudável, isso só vale quando são consumidos inteiros, e não como sucos concentrados.

Dieta 5:2, de baixa caloria ou de alta proteína

Celebridades incluindo Miranda Kerr seguem a dieta 5:2, um plano alimentar em que se segue uma dieta de baixo carboidrato e, nos dias de jejum, o corpo quebra as gorduras. “Este processo faz com que seu corpo entre em estado de cetose, que produz as substâncias químicas que causam o mau hálito”, afirma Patel.

Ele explica que fio dental e escovação não são suficientes para combater o mau, nestes casos. Por isso, ele recomenda que ao invés de cortar os carboidratos completamente, se priorizem as massas integrais.

Shakes

Muitas pessoas preferem trocar duas refeições do dia por shakes, embora muitas vezes uma única porção contenha 18 gramas de gordura.

O item, segundo o especialista, pode causar cáries e o acúmulo de placa, que não podem ser retirados com a escovação. Ele aconselha que as pessoas optem pelas versões menos açucaradas.

Substituições saudáveis

Há ainda planos que oferecem refeições prontas, teoricamente mais saudáveis, como opção de substituição a um prato tradicional. Mas de acordo com Patel, muitos tendem a retirar gordura e substituir com açúcar extra, além de sal, para manter o sabor. Isso pode ser extremamente perigoso para os dentes.

Preparando os próprios alimentos em casa, ao contrário, as pessoas conseguem controlar a quantidade destes ingredientes. Outra recomendação do dentista é trocar o café pelo chá verde, que reduz a coloração dos dentes e combate a infecção bacteriana e inflamações.

Dieta de alimentos crus

Demi Moore e Scarlett Johansson são algumas das celebridades que apostam no plano dos alimentos crus, como frutas, legumes, nozes e sementes.

No entanto, esta opção nem sempre é benéfica para os dentes. “Apesar de os açúcares das frutas serem naturais, quando passam pela boca não se diferenciam de açúcares de chocolates ou doces”, afirma o especialista.

Ele acrescenta que todo tipo de açúcar corrói os dentes. A dica é usar fio dental sempre após os lanchinhos, para retirar qualquer resíduo que possa ter ficado entre os dentes.

Fonte: Terra Saúde

Entenda o que é a doença do desafio do balde de gelo

Famosos brasileiros e internacionais têm publicado nas redes sociais vídeos em que jogam um balde de água gelada em si mesmos. O Ice Bucket Challenge (desafio do balde de gelo) faz parte da ação da ALS Associaton, que busca arrecadar dinheiro para ajudar pessoas que sofrem com a esclerose lateral amiotrófica (ELA). Mas, afinal, você sabe que doença é essa? Entenda o que é e seu tratamento a seguir.

O que é?

É uma patologia degenerativa do sistema nervoso, que leva à paralisia motora progressiva, irreversível, de maneira limitante. Considerada rara, apresenta cerca de um caso para 100 mil pessoas por ano.

Cura e sobrevivência

Não tem cura, e a média de sobrevivência após o início dos sintomas é de três a cinco anos, como informou a Associação Brasileira de Esclerose Lateral Amiotrófica. Mas há pessoas que vivem mais tempo, como é o caso do famoso cientista Stephen Hawking, que recebeu o diagnóstico aos 21 anos e, aos 72, continua vivo e produtivo, mesmo com todas as limitações que a doença impõe.

Sintomas

Entre os possíveis sintomas estão dificuldades para respirar e falar, rigidez nas articulações, cãibras, atrofia muscular. “Muitos pacientes só são diagnosticados em estágios avançados da doença. Em muitos casos, os médicos mantêm-se relutantes em confirmar o diagnóstico de ELA devido à limitação terapêutica. A média entre os primeiros sintomas e o diagnóstico persiste ao redor de 12 meses”, informou a ABrELA.

Causa

A sua causa não é totalmente esclarecida. De maneira geral, segundo a ABrELA, o sexo masculino é mais comprometido que o feminino em uma proporção de 2 por 1 e os brancos são mais afetados que os negros, com idade média de início aos 57 anos, um pouco mais precoce nos homens. Cerca de 4% a 6% dos casos afetados são pessoas com menos de 40 anos.

Tratamentos

Embora haja poucas drogas que substancialmente mudem a evolução da patologia, muitos tratamentos podem ser prescritos para alívio dos sintomas. A fisioterapia motora e a fisioterapia respiratória também são fundamentais.

Sua semana mais leve

Pequenos atos podem fazer toda diferença. Mudar pequenas coisas em sua vida pode ser o grande diferencial para ter uma vida mais leve e equilibrada. Às vezes pequenos detalhes que não costumamos dar muita atenção podem ser o que está faltando para melhorar o seu astral.

1. Organize-se

Não importa qual seja a sua profissão ou ocupações diárias, a organização pode deixar tudo mais eficiente. O planejamento evita a perda de tempo e ajuda a enxergar quais são realmente os itens que merecem prioridade.

Dicas: Comece organizando coisas simples, como: cama, armário, mesa do trabalho e agenda.

2. Alimente-se bem

Um quesito bastante importante que deve sempre estar no planejamento são as refeições. Reserve tempo para se alimentar com calma e prefira alimentos saudáveis. Comer em casa é sempre a melhor opção, mas como isso é praticamente um artigo de luxo no meio de tanta correria, existem muitos restaurantes que oferecem opções saudáveis.

Dicas: Evite comer em fast-food ou alimentos industrializados, esse já é um grande passo. Muitos restaurantes que vendem comida por quilo oferecem opções variadas de saladas, frutas, carnes e grãos. Essa opção pode ser mais rápida do que enfrentar as filas para comprar um hambúrguer. Tenha sempre frutas ou cereais à mão para um lanche rápido e saudável.
3. Passe um tempinho ao ar livre

Separe, ao menos, 20 minutos para andar na rua ou praticar um esporte ao ar livre. A relação com a natureza e sua cidade lhe permitirá observar outras coisas além dos problemas pessoais ou preocupações profissionais. É sempre bom mudar o foco, esse exercício pode até ajuda-lo a enxergar os desafios por uma nova perspectiva. Além do que, a atividade física traz muitos benefícios ao corpo e à mente.

Dica: Se você não tem muito tempo livre para caminhar ou se exercitar antes ou depois do trabalho, aproveite para caminhar até o restaurante na hora do almoço. Deixe o carro na garagem e aproveite a paisagem.
4. Valorize os pequenos gestos e momentos

A forma como você decide levantar da cama e se relacionar com as pessoas que passarão por você durante o dia pode influenciar diretamente o seu humor, desempenho e qualidade de vida. Portanto, decida valorizar os pequenos gestos, cumprimente as pessoas, sejam elas conhecidas ou não; diga palavras de incentivo; brinque com seu filho, sobrinho, animal de estimação; abrace e beije. Comece por você e, aos poucos, as pessoas ao redor também serão contagiadas.

Dica: É mais fácil começar a praticar com quem você já tem intimidade. Portanto, deseje um bom dia, agradeça e elogie primeiro quem faz parte da sua própria família. Isso fará bem a você e a eles também. Quando menos perceber, isso já será natural com todas as pessoas de seu convívio.
5. Faça uma boa ação

Ajudar uma senhora a atravessar a rua ou guiar um cego até seu destino são ótimos gestos de gentileza. Mas, que não acontecem a todo momento. Porém, ser gentil no trânsito, no transporte público, ajudar algum amigo antes que ele peça, são opções ainda mais comuns. Esses são apenas um exemplo para começar, a partir daí as oportunidades vão surgindo e se tem algo que traz felicidade é poder fazer o bem a alguém.

Dica: Faça uma surpresa a alguém que você goste e fique atento às necessidades de quem você conhece pouco. Assim você pode descobrir novas e grandes oportunidades. Lembre-se: “Gentileza gera gentileza”.

Cuidar da gengiva aumenta a imunidade de pacientes com HIV

Um estudo realizado por profissionais das principais instituições de ensino do país – USP, UNIP e UNICAMP – concluiu que cuidar da saúde periodontal pode aumentar a imunidade de pacientes com HIV.

Para entender a pesquisa é necessário saber que a doença periodontal é uma infecção forte na gengiva que provoca sangramento, perda de estruturas ósseas e, em alguns casos, perda do dente. Por ser uma infecção, há a presença de bactérias que, além da boca, podem se espalhar pelo organismo.

“Durante a pesquisa, percebemos que algumas dessas bactérias tinham a capacidade de modificar as funções do vírus que causa a AIDS, aumentando sua capacidade de se multiplicar, por exemplo”, diz Renato Corrêa Viana Casarin, professor do curso de Mestrado em Odontologia da UNIP e co-autor da pesquisa.

A partir disso, foi possível associar as infecções gengivais com a queda da imunidade de pacientes soropositivos. Ou seja, prevenindo ou controlando a periodontite é possível reduzir as bactérias que estimulam o vírus da HIV e, conseqüentemente, a quantidade de vírus no organismo.

“Já se sabe que quanto menos carga viral, maior a imunidade do indivíduo que possui o HIV. E isso ficou bastante claro em nossa pesquisa que, com o tratamento da periodontite, o número das células de defesa do organismo, chamadas linfócitos CD4, aumentavam”, diz o especialista.

Durante todo o tratamento e pesquisa o cuidado com a doença bucal sempre foi reforçado com informações sobre o benefício de se tratar a inflamação da gengiva e técnicas de escovação e remoção de placa bacteriana.

Saúde bucal e qualidade de vida

Com base nos resultados, os especialistas envolvidos na pesquisa garantem que ter uma higienização bucal impecável ajuda, e muito, a melhorar a saúde e a qualidade de vida dos portadores do vírus HIV.

“Os portadores do vírus HIV devem ter um rígido controle de sua saúde bucal, visitando o dentista frequentemente (período que varia de 3 a 6 meses, dependendo da indicação do profissional). Esses pacientes inclusive podem apresentar outros problemas bucais associados a presença do vírus HIV, sendo o diagnóstico e o tratamento precoce de grande importância para o tratamento e, consequentemente, para a saúde geral”, diz Renato.

De cárie a mau hálito, veja danos do álcool à saúde bucal

Não é novidade que os alimentos açucarados e o ácido dos sucos de fruta não trazem nem um benefício aos dentes. Mas os dentistas alertam também para outra fonte oculta de danos à saúde bucal: o álcool. As informações são do site do jornal britânico Daily Mail.

Foi comprovado que apenas 16% das pessoas consideram os malefícios que o álcool traz para a saúde da boca, mas, segundo os dentistas, uma única taça de vinho pode secar a área bucal, sugar o cálcio dos dentes e causar mau hálito, além de estar associado a um maior risco de câncer de boca.

O teste do ácido

Quando se coloca algo ácido na boca, como algumas frutas, café e até mesmo o chocolate, a Nike Free Tr Fit 4 Review camada protetora de cálcio que fica na superfície dos dentes começa a se dissolver. Isso porque o ácido amolece o esmalte e enfraquece a sua estrutura. Quando o esmalte é desgastado, os nervos podem ficar mais expostos, o que causa sensibilidade e dor. A maioria das bebidas alcoólicas são extremamente ácidas. O vinho seco é mais ácido que o tinto, embora nenhum dos dois seja exatamente bom para os dentes. Os Jordan 4 White Cement espumantes, no entanto, são as piores opções, já que suas bolhas são Parajumpers Ugo Outlet feitas de dióxido de carbono, que apresenta bastante acidez. Uma dica para diminuir o ácido das bebidas é incluir um cubo de belo. Enxaguar a boca também é uma boa pedida depois de alguns Comprar Calzoncillos Levis drinques.

Manchas e dor

O desgaste do esmalte expõe a dentina, que é mais escura e amarela. Por isso, tomar muita bebida escura pode piorar ainda mais este quadro. O vinho tinto é o mais agressivo neste sentido, assim como drinques que têm café como ingrediente. Se o seu dente é manchado, você pode resolver isso com a escovação, mas não escovando demais, senão pode acabar tirando ainda mais o esmalte. Se o quadro estiver grave, procure um especialista ou faça um clareamento com um profissional.

O ataque do açúcar

Piña colada, licores pegajosos e outros drinques muito doces podem ser tentadores, mas fazem mal para os dentes. A bactéria presente na boca alimenta-se por meio deste açúcar e libera um ácido como subproduto, fortalecendo o processo de cárie dentária. Se você combinar bebidas alcoólicas, que já são ácidas, com açúcar, o resultado é ainda mais prejudicial. Pode parecer estranho, mas, neste caso, um drinque cremoso é uma opção melhor porque é doce, mas não é ácido. Outra boa opção são os coquetéis sem gás à base de vodca. Depois de beber, espere pelo menos uma hora e meia antes de escovar os dentes, pois isso irá permitir que a superfície de esmalte endureça e não seja desgastada na hora da escovação. Outra dica dos especialistas é usar um canudo para beber – assim, o líquido praticamente passa despercebido pelos dentes.

Mau hálito

O álcool desidrata o corpo, incluindo a boca, e também é diurético, o que acaba reduzindo o fluxo de saliva. A saliva, por sua vez, ajuda no combate à bactéria na boca, que, quando está seca, ajuda na proliferação dos microorganismos que levam à placa e, consequentemente, ao mau hálito. Já a placa aumenta o risco de cárie, assim como o de doenças na gengiva. A dica, neste caso, é intercalar os drinques com água e continuar se hidratando ao chegar em casa. Chicletes livres de açúcar também ajudam a umedecer a boca e estimular a produção de saliva.

Risco de câncer

Entre 75% e 80% dos pacientes de câncer de boca afirmam que são bebedores frequentes de álcool, de acordo com o Cancer Research UK. Os especialistas reforçam que o hábito combinado ao tabagismo aumenta o risco em até 30%. Isto porque o álcool tem efeito direto nas células que revestem o interior da boca, incluindo as Nike Kaishi Run Women’s gengivas e bochechas.

Fonte: Saúde Terra

Bitucas de cigarro podem ser usadas para fabricar supercapacitadores

Um grupo de cientistas sul-coreanos parece ter encontrado uma função muito útil para as bitucas de cigarro. Em estudo publicado na revista científica Iop Science, eles apresentam este resíduo como uma matéria-prima ideal para a fabricação de supercapacitadores.

Os pesquisadores fizeram testes e descobriram que, de uma forma simples, os filtros de cigarro podem se transformar em um material mais eficiente que o grafeno e os nanotubos de carbono, usados nos sistemas tradicionais de grandes capacitadores.

Essa tecnologia é utilizada para armazenar energia em carga elétrica e não em reações químicas, como acontece com as baterias. Dessa forma, eles podem carregar e descarregar com muita rapidez. Seu principal uso é industrial, mas eles têm sido aplicado com muita frequência em sistemas de produção e armazenamento de energia eólica.

As opções para o reaproveitamento das bitucas de cigarro ainda são poucas, para um resíduo altamente poluente. Portanto, o desenvolvimento de novas alternativas acaba sendo tão importante.

O material reaproveitado pelos sul-coreanos nos experimentos é o acetato de celulose de fibra sintética. De acordo com a pesquisa, quando ele é aquecido na presença de azoto, torna-se um material poroso à base de carbono, de alta eficiência para carregar e descarregar elétrons. Ainda não existe uma indústria, para isso, mas os bons resultados já são um ótimo começo.

Fonte: Ciclo Vivo

Cinco dicas disfarçam mau hálito causado por alho e cebola

Ingredientes como alho e cebola fazem toda a diferença na hora de preparar algumas refeições. O problema é que depois de comê-los o hálito fica bastante comprometido e esse cheiro é difícil de sumir. O cheiro forte desses dois alimentos parece impregnar porque suas substâncias odoríferas (de cheiro desagradável) são absorvidas pelo intestino, metabolizadas no fígado, liberadas na corrente sanguínea e excretadas pelos pulmões.

Mas, para tentar disfarçar o mau hálito, existem alguns truques que funcionam e não são tão complicados de fazer. Mariana Pereira Alves, coordenadora do Centro de Excelência no Tratamento da Halitose (CETH), no Espírito Santo, listou alguns deles.

Masque chiclete ou balas de sabor forte de menta
O cheiro da menta é mais forte do que o do alho e da cebola, e por isso acaba mascarando o odor forte desses alimentos.

Coma maçã, salsa e espinafre
Cientistas norte-americanos descobriram que alguns alimentos, como maçã, salsa e espinafre ajudam a eliminar o mau hálito. Para o estudo, publicado no Jornal Food Science, voluntários comeram alho cru e, em seguida, mediram o nível de mau cheiro da respiração. Logo após, comeram vários alimentos sugeridos para banir o mau hálito. De todos eles, maçã crua foi a mais eficaz e funcionou como desodorizante para as enzimas que causam o odor. Todos os alimentos que se mostraram eficazes são ricos em polifenóis, compostos que quebram o sabor forte do alho.

Beba líquidos como chá verde, suco de tomate e limonada
Bebidas como chá verde, limonada e suco de tomate ajudam a eliminar o mau hálito. O chá verde, por exemplo, tem função antibactericida, antioxidante e removedora de odor. Já o suco de limão é adstringente e bactericida. Ele tem o poder de eliminar as bactérias da boca e do sistema digestivo. O suco de tomate tem fibras, vitaminas, minerais e água que ajudam na hidratação, na produção de saliva e na limpeza da boca.

Outra boa pedida é o suco de hortelã ou um suco que tenha esse ingrediente na composição. A hortelã estimula o funcionamento do sistema digestivo e ainda deixa um frescor na boca. Abacaxi com hortelã é uma boa combinação, pois o abacaxi, por ser uma fruta cítrica, também é adstringente e bactericida.

Tenha sempre um kit dental na bolsa
Uma boa opção é logo depois de comer uma refeição rica em alho e cebola, pedir licença e ir ao banheiro escovar os dentes. A escovação vai eliminar os restos de comida entre os dentes que favorecem a proliferação das bactérias que causam o mau hálito, além de deixar um gosto e cheiro refrescante na boca.

Intensifique a limpeza dos dentes com o fio dental e um limpador lingual
Depois de escovar os dentes, utilize o fio dental e o limpador de língua para remover com eficiência todos os restos de alimentos da boca. Quanto mais limpa estiver a boca, mais livre de bactérias causadoras de mau hálito ela estará.

Fonte: Saúde Terra

Brasileiros criam sistema que transforma caixa d’água em miniusina hidrelétrica

Enquanto cientistas em todo o mundo tentam aumentar a eficiência dos grandes sistemas de produção energética, dois empreendedores brasileiros desenvolveram uma solução simples para gerar energia limpa em casa. Apelidada de UGES, a tecnologia transforma as caixas d’água em miniusinas hidrelétricas.

O nome é uma abreviação de Unidade Geradora de Energia Sustentável e a criação é fruto do trabalho dos engenheiros Mauro Serra e Jorgea Marangon. A tecnologia é simples e pode ser utilizada em qualquer caixa d’água, independente de seu tamanho. “A UGES transforma a passagem da água que abastece os reservatórios em um sistema gerador de energia. Vale destacar que o consumo diário de água no país é, em média, de 250 litros por pessoa, consumo que é totalmente desperdiçado como forma de energia. Ao desenvolver um sistema que reaproveita essa energia, podemos gerar eletricidade, sem emissão de gases e totalmente limpa”, destacou Mauro Serra, em entrevista à Faperj.

A ideia já foi patenteada e logo deve estar disponível no mercado. Além de contar com um sistema instalado dentro do próprio reservatório de água, o UGES também precisa de uma unidade móvel para que seja possível transformar toda a energia captada em eletricidade e assim distribuí-la para o uso doméstico. No entanto, ele não precisa de uma fonte externa de energia para funcionar.

“Ao entrar pela tubulação para abastecer a caixa, a água que vem da rua é pressurizada pelo sistema gerador de energia, passando pela miniusina fixada e angulada na saída de água do reservatório”, explica Serra. Depois disso, a pressão gera energia, que é transformada em eletricidade. O empreendedor explica que a produção é ideal para abastecer lâmpadas, geladeiras, rádios, computadores, ventiladores, entre outros aparelhos domésticos. A energia só não é ideal para ser usada em equipamentos de alto consumo, como chuveiros e secadores de cabelo.

Não é possível quantificar com exatidão a produção, pois a variação depende do tamanho da caixa d’água e da quantidade de água consumida. “Se ela for instalada em um sistema de abastecimento de água municipal, poderá, por exemplo, ser dimensionada para gerar energia suficiente para abastecer a iluminação pública. Imagine então esse benefício em certos locais como restaurantes, lavanderias ou mesmo indústrias, onde o consumo de água é grande”, exemplifica o inventor. Outro ponto positivo do sistema é o armazenamento do excedente para uso posterior e a independência – ao menos, parcial – das redes de distribuição.

De uma colher de chá para sua saúde

Chás não são “águas insossas”. Eles têm princípios ativos importantes que atuam no organismo e podem trazer tranquilidade, agitação e até mesmo queima de calorias. A versão tradicional dos chás, quentinhos, pode ser um aliado para manter-se aquecido no inverno. Os chamados termogênicos ajudam inclusive a acelerar o metabolismo e aumentar naturalmente a temperatura corporal.

Para começar o dia, uma opção é escolher o tão em voga chá-verde, por exemplo. Ele faz parte do time dos termogênicos e ajuda a manter o corpo quente. Além disso, contém cafeína, que ajuda a despertar mais rápido. Os chás de canela, hibisco, mate e preto também podem entrar no cardápio para variar, já que contêm cafeína.

À noite, porém, é hora de desacelerar. Um chá estimulante poderá interferir na qualidade do sono, portanto, o ideal é apostar em chás calmantes. A nutricionista Cintya Bassi, do Hospital e Maternidade São Cristóvão dá a dica do chá de camomila, que tem efeito relaxante. “A camomila tem um composto chamado apigenina, que dá efeito analgésico e relaxa o sistema nervoso”, explica.

Para variar no dia a dia, outros chás para o consumo noturno são os de capim cidreira, valeriana, maracujá, maçã, melissa, erva doce e alfazema.

Grávidas devem ter atenção

Chás não são inofensivos. Para quem está grávida, alguns deles podem ter efeitos abortivos e causar danos ao feto. É preciso, portanto, antes de consumir qualquer tipo de chá, conversar com o médico.

Segundo a Cintya, os estudos a respeito dos efeitos dos chás em gestantes ainda são escassos, mas hoje já se sabe que o consumo deve ser com bastante atenção, principalmente no primeiro trimestre da gravidez. Segundo ela, o chá de canela, cravo da índia e carqueja podem ser abortivos. Além disso, outros chás que contêm cafeína podem estimular o sistema nervoso central, causando agitação e acelerando o coração do bebê e também da mãe.

Um outro estudo também norteou a contraindicação de outros chás, já que foi descoberto que alguns compostos poderiam provocar a menstruação. Nessa lista de proibidos entram a erva cidreira, erva doce, espinheira santa, boldo e até mesmo o aparentemente tão inocente chá de camomila. Outro estudo também mostrou que os chás de gengibre, alfazema, hortelã, arruda, espinho cheiroso e alumã podem ser perigosos para gestantes. Durante os nove meses de gestação, portanto, é melhor manter distância deles.

Fonte: Saúde Ig