Suécia desafia brasileiros a apresentarem ideias para tornar as cidades mais sustentáveis

A Embaixada da Suécia, o Swedish Institute e o Munktell Science Park convocam os brasileiros a exporem suas ideias sobre como tor Golden Goose Deluxe Brand Sale na r as cidades mais sustentáveis. Trata-se do “Smart Living Challenge”, desafio mundial que reunirá as quinze melhores ideias.

As categorias da competição são Alimentação, Transporte e Moradia e as ideias podem ser produtos, serviços ou soluções que facilitarão esses três âmbitos da vida das pessoas, as incentivando a viver de forma mais sustentável. Os interessados deverão submeter suas ideais em forma de vídeo . O desafio é global e candidatos de todo o mundo podem participar.

As propostas serão julgadas por time de profissionais, como arquitetos, empreendedores, designers, entre outros. Os vencedores serão levados à Suécia em dezembro, durante a semana de entrega dos prêmios Nobel, e visitarão centros de inovação em Estocolmo, Gotenburgo, Malmö e Kiruna. Durante a viagem, se encontrarão com investidores que poderão bancar suas ideias e torná-las realidade.

Workshops

Convidados especiais terão ainda a oportunidade de assistir workshops de preparação ao desafio presencialmente em São Paulo e no Rio de Janeiro, nos dias 19 e 21 de maio, respectivamente. Em São Paulo, o tema será “Transporte” e a Embaixada Sueca conta com o apoio do Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (CISB) e da USP, que sediará o evento. No Rio de Janeiro, o tema será “Alimentação” e tem apoio da UFRJ, onde será realizado o workshop.

“A Suécia tem centenas de atores com experiência em áreas como energia, manejo de resíduos, saneamento e transporte, e, através do desafio, queremos conectar os ganhadores com atores que possam ajudar a realizar as suas ideais inovadoras. Por meio do desafio e de seu cenário inovador, esperamos também aumentar os conhecimentos de estudos e pesquisa na Suécia”, declara o Embaixador da Suécia, Magnus Robach. O Brasil é um parceiro estratégico na área de inovação e desenvolvimento sustentável e os workshops ajudarão a criar contatos com talentos brasileiros na área.

Fonte: Ciclo Vivo

Leite, beijo e canudo são amigos dos dentes; descubra outros

Além da escova e do fio dental, alguns truques simples podem ajudar a ter um sorriso de propaganda. Isso porque, ao cortar da rotina alguns hábitos prejudiciais e incorporar práticas saudáveis, é possível preservar os dentes. Quem ajudar a identificar quem são os amigos e inimigos da saúde bucal é a dentista da Sorridents, Fernanda Lange.

Bochecho: amigo
É importante fazer pelo menos três bochechos diários para que as bactérias que resistiram à escovação mecânica sejam removidas pela ação química do enxágüe bucal. Vale lembrar que esse enxaguante deve ser sem álcool e recomendado pelo dentista. Também vale fazer o bochecho com água antes da escovação para tirar o excesso de restos de comida da boca e evitar o acúmulo nas escovas.

Canudo: amigo
Tomar bebidas ácidas com canudo é uma boa saída para quem tem muita sensibilidade dental com líquidos gelados e quentes e também serve para os que estão em tratamento de clareamento dental, impedindo o contato do liquido com os dentes. Aliás, alimentos ácidos de uma forma geral, como mostarda e cebola, por exemplo, não são os melhores amigos da boca, pois podem danificar o esmalte dos dentes.

Goma de mascar: amigo e inimigo
As versões sem açúcar ajudam a higienizar a boca por meio de sua consistência pegajosa que, com a mastigação repetida, estimula o fluxo salivar. A saliva, por sua vez, neutraliza o pH da boca, o que não deixa o ambiente propício para a proliferação de bactérias. Já os chicletes com açúcar é um alimento cariogênico e deve ser evitado.

Leite: amigo

Colocar leite no café ajuda a diminuir a concentração e a quantidade de pigmentos da bebida. Esse excesso de pigmentação pode manchar os dentes.

Beijo: amigo
Beijar deixa as pessoas mais felizes e assim elas acabam tendo mais estímulo para melhorar o hálito com cuidados de higienização bucal. Além de ser uma das formas de combater o problema da “boca seca”. O beijo estimula as glândulas salivares e aumenta a salivação. A saliva contém água, proteínas e sais minerais, e é fundamental para manter a proteção dos dentes.

Estresse: inimigo
O stress diminui as defesas do organismo que fica mais suscetível a doenças de gengiva. Além disso, ele diminui o fluxo salivar e gera alterações na mucosa bucal.

Refrigerante: inimigo
Os refrigerantes também são muito ácidos para a cavidade bucal e podem causar sensibilidade dental, desmineralização do esmalte dos dentes e até dor.

Maçã, pêra, cenoura: amigas
Os chamados “alimentos detergentes” são bastante fibrosos e colaboram com a limpeza dos dentes devido ao atrito com o alimento.

Palitar os dentes: Inimigo
É comum as pessoas enfiarem o palito entre os dentes, fazendo um tipo de alavanca. Isso acaba comprimindo a papila gengival, o que predispõe a retração óssea e da gengiva, além da possibilidade de criar mobilidade nos dentes.

Morder tampa de caneta: Inimigo
Morder tampas de caneta, ou qualquer outro objeto, leva a erosão dos dentes. As pessoas têm o hábito de morder sempre na mesma região e, com isso, pode ocorrer um desgaste irregular dos dentes. Além disso, a utilização da boca fora do seu contexto normal pode gerar distúrbios articulares, dores no ouvido e nas costas.

Abrir garrafas com os dentes: Inimigo
Esse é um hábito prejudicial, que pode levar à fratura dos dentes. O resultado pode ser uma simples restauração, mas também a necessidade de um implante, dependendo do nível do estrago causado no dente.

Roer as unhas: Inimigo
Essa é a mesma situação que o morder da tampa da caneta. Neste caso, temos ainda mais um agravante. Embaixo das unhas há muito acumulo de resíduos e de bactérias. Além de estragar os dentes e as unhas, esse hábito pode trazer infecções para o organismo.

Tomar café e vinho Substâncias corantes: Inimigo
Podem pigmentar a superfície do esmalte dos dentes, em especial se eles apresentarem alguma irregularidade, pois pequenas partículas podem ficar retidas e se transformar em manchas.

Usar água oxigenada ou bicarbonato para clarear os dentes: Inimigos
Para clarear os dentes, a água oxigenada deve estar em uma concentração muito elevada. Nesta situação, ela passa a ser erosiva para os tecidos gengivais, o que pode gerar ulcerações ou mesmo retração gengival.

Morder balas duras: Inimigo
No caso das balas, o risco está na fratura. Morder coisas duras aumenta as chances de perder os dentes precocemente. Fraturas ou perdas dentárias podem gerar disfunções importantes.

Fonte: Saúde Terra

Alimentos essenciais para a prevenção de doenças respiratórias

Uma alimentação equilibrada, composta por frutas, legumes, verduras e grãos integrais, reforça o sistema imunológico e deixa o organismo mais resistente a vírus e bactérias. “Probióticos favorecem a imunidade de forma geral e alimentos ricos em vitamina C, em especial, previnem as doenças de inverno”, atesta o nutrólogo João César Castro Soares, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Portanto, antes de ficar doente, faça mudanças no cardápio. “Reavalie sua dieta e seu estilo de vida para que seu corpo fique suscetível aos vírus”, aconselha a nutricionista Bruna Murta, da Rede Mundo Verde.

Probióticos: iogurtes e leites fermentados têm microorganismos que fortalecem o sistema

Alho: fonte de alicina, estimula a resposta imunológica.

Geleia real: estimula o sistema imunológico, combatendo infecções por vírus e bactérias.

Chá branco: rico em catequina, poderoso antioxidante. A substância ainda fortalece o sistema imunológico

Pólen: rico em proteínas, vitaminas e minerais que ajudam na formação de anticorpos, fortalecendo o organismo

Frutas cítricas, como o limão, Laranja…Elas são clássicas no reforço à imunidade, graças à alta concentração de vitamina C

Acerola: riquíssima em vitamina C (30 a 50 vezes mais que a laranja), que age na reconstituição dos leucócitos em períodos de queda de resistência.

Gengibre: é expectorante, reduz a inflamação e a dor.

Chá-verde: também é rico em catequina, antioxidante poderoso.

Cogumelo shitake: contém lentinana, substância que aumenta a produção das células de defesa do organismo.

Tomate: fonte de betacaroteno, ajuda as células imunitárias.

Óleo de coco: rico em ácido láurico e caprílico, possui atividade antiviral e antibacteriana.

Cenoura: o betacaroteno presente na cenoura atua contra infecções.

Couve: essas folhas verde-escuras têm antioxidantes fundamentais para manter a imunidade em alta.

Mel: contém substâncias que agem como antibióticos naturais. Eficaz contra os sintomas de gripes e resfriados. Pode ser também coadjuvante no tratamento de problemas pulmonares.

Fonte: Ig Saúde

BMW lança projeto de garagem solar

Com o modelo i3 totalmente elétrico já no mercado e um carro híbrido plug-in prestes a ser lançado, a BMW apresenta também um novo conceito de garagem solar. Além de ser capaz de produzir energia limpa, ela tem o bambu como principal matéria-prima.

O conceito da garagem mescla alta tecnologia com um design que lembra os modelos característicos da tradicional montadora alemã. A estrutura é feita em carbono e bambu, sendo este o material mais utilizado. Para elevar a eficiência do sistema, o telhado foi coberto por módulos solares de vidro. Os painéis são translúcidos, muito resistentes e garantem alto rendimento energético.

A garagem não só garante a energia limpa, como também funciona para abastecer diretamente as baterias do carro elétrico, que pode ser conectado ao sistema e se tornar independente das redes de transmissão de eletricidade.

O consumidor consegue ter o controle, através de um painel, sobre toda a energia usada na recarga e ainda ter acesso a um comparativo sobre os custos da mesma quantidade proveniente da rede de transmissão. Caso a produção de energia solar for maior do que a necessidade do carro, o excedente pode ser encaminhado para uso doméstico. A BMW ainda oferece garantia de 30 anos para os modelos fabricados na Europa.

“Com o conceito da garagem solar optamos por uma abordagem holística: não só o próprio veículo é sustentável, mas também o seu fornecimento de energia”, explica Tom Alleman, responsável pelo projeto, em declaração oficial.

Fonte: Ciclo Vivo

Consumir frutas e legumes diariamente reduz risco de AVC

Melhorar a dieta e o estilo de vida é fundamental para a saúde do coração e para evitar acidente vascular cerebral, afirmou o especialista Yan Qu, diretor da unidade de cuidados intensivos do Hospital Municipal Qingdao, na China. O profissional coordenou um estudo que comprovou a importância da presença de frutas e vegetais no combate à hipertensão: risco de AVC diminui em 32% a cada 200g de frutas consumidas e em 11% a cada 200g de legumes ingeridos diaramente. As informações são do Daily Mail.

Entre os benefícios, estão os micronutrientes e macronutrientes, além das fibras e energia fornecida. A dieta também tem efeito positivo sobre o índice de massa corporal, circunferência da cintura, colesterol e inflamações, de acordo com a pesquisa. O ideal é o consumo de cinco porções de 80g de frutas e vegetais por dia.

Para os resultados, pesquisadores combinaram as conclusões de seis estudos feitos nos EUA, oito realizados na Europa, seis da China e do Japão. Foi observado o baixo consumo de frutas e vegetais no mundo todo, especialmente, em países de baixa e média renda. Mais de 150 mil pessoas sofrem AVC por ano no Reino Unido e o acidente pe a terceira maior causa de mortes, atrás Parajumpers Ugo Herr apenas das doenças cardíacas e câncer.

Idosos norte-americanos ajudam jovens brasileiros a falar inglês

Nem todos os brasileiros que estudam inglês têm a oportunidade de sair do país para praticar a língua. Por outro lado, muitos idosos estrangeiros vivem em asilos e sentem a necessidade de ter mais pessoas com quem conversar. Uma escola de idiomas no Brasil conseguiu a solução perfeita para estes dois problemas.

O projeto “Speaking Enchange” foi criado pelo CNA e conecta adolescentes que estudam na instituição com um grupo de idosos que vive em uma casa de repouso em Chicago, nos Estados Unidos. No vídeo de apresentação da iniciativa, Vanessa Valença, coordenadora pedagógica, explica que esta foi uma alternativa para tornar a prática do inglês mais real e mais humana.

A ideia é simples e, ao mesmo tempo, genial. O sistema é semelhante a ao Skype, o que permite aos alunos conversarem com seus novos amigos, ao mesmo tempo em que interagem através de uma webcam. As conversas são arquivadas em um canal privado no YouTube e, posteriormente, os professores acessam para avaliar o desempenho dos estudantes.

Se para o aluno esta é uma oportunidade de conversar com alguém de um país cujo inglês é a língua nativa, para os idosos essa é mais uma oportunidade de ter companhia, trocar experiências, conhecer outra cultura e transmitir parte de todo o conhecimento agregado durante a vida.

“A ideia é simples e o projeto win-win, isto é, todos ganham, alunos e idosos americanos. É emocionante ver as reações e a satisfação deles. Realmente funciona para os dois lados”, destaca Joanna Monteiro, diretora executiva de criação da FCB Brasil, agência responsável pelo projeto.

A ação piloto foi realizada na unidade CNA Liberdade junto a Windsor Park Retirement Community, em Chicago (EUA). O trabalho é emocionante e você pode acompanhar o resultado no vídeo abaixo:

Fonte: Ciclo Vivo

Quando o aprendizado é feito de forma interativa e divertida

Uma ideia simples que pode ajudar muitas crianças a aprenderem sobre geografia de maneira interativa e muito divertida. Como? Transformando uma simples caixa de areia em uma central multimídia capaz de transformar os montinhos de areia em grande vulcões, ou buracos em rios e lagos.

A incrível caixa de areia interativa, como é nomeada, responde às suas ações e movimentos, alterando assim a paisagem conforme a a areia é mexida e o relevo modificado, e tudo que é necessário para a que a invenção funcione é um projetor e um kinect, ferramenta interativa utilizada em consoles de vídeo-games.

E o melhor, se você quiser fazer um desses em casa para o seu filho, é possível. O criador resolveu disponibilizar um software com explicações detalhadas dobre o funcionamento da invenção, basta saber inglês:

~okreylos/ResDev/SARndbox/Instructions.html

Confira o vídeo:

Estresse causa mau hálito; Entenda e evite

A correria do dia-a-dia nos leva constantemente à diversas situações de estresse. Pressões, cumprimento de horários, trânsito, tudo acaba gerando uma série de problemas para a saúde, inclusive mau hálito.

O estresse causa uma redução da produção de saliva, pois a atividade das glândulas salivares depende, entre outros fatores, do equilíbrio do Sistema Nervoso Central, que fica instável em situações de nervosismo.

“A salivação baixa aumenta a formação da saburra lingual, uma placa branco-amarelada que fica na língua e acumula bactérias e células mortas. Isso contribui para a produção de gases que provocam o mau hálito”, afirma Alênio Calil Mathias, vice-presidente da SOBREHALI (Sociedade Brasileira de Estudos da Halitose) e diretor do CETH (Centro de Excelência no Tratamento da Halitose).

Alimentação

Para prevenir o mau hálito não basta ter uma higiene bucal impecável, é necessário adotar outros rituais. “É importante respeitar os intervalos de tempo entre as refeições, não ficar muito tempo sem beber água e mastigar bem e de forma correta os alimentos”, diz Alênio.

Aliás, problemas com alimentação são um dos principais responsáveis pelo mau hálito causado pelo estresse. Pessoas que têm o problema costumam se alimentar com intervalos muito longos entre as refeições que deveriam ser de, no máximo, quatro horas. “Além disso, comem mais rápido e mastigam menos, diminuindo a salivação e abrindo condições para a aderência de microrganismos que causam a halitose”, afirma o especialista.

Segundo Alênio, longos períodos sem comer levam à queda de açúcar no sangue e, em consequência disso, o organismo começa a queimar gordura. Essa queima também causa um odor desagradável na boca. “Portanto, focar em uma alimentação feita de forma saudável, comendo bem e obedecendo os intervalos indicados pelos especialistas ajuda a acabar com o mau hálito provocado por estresse”, diz.

Comissão do meio ambiente de SP aprova semana de proteção dos direitos animais

A Comissão do Meio Ambiente da Assembleia Legislativa (Alesp) aprovou o Projeto de Lei n. 772/2013, de autoria do deputado Fernando Capez, que institui a inclusão da Semana de Conscientização e Proteção dos Direitos dos Animais no estado de São Paulo. A celebração será próximo ao dia quatro de outubro, data em que se comemora o Dia Internacional do Animal.

Segundo o artigo 3.º do projeto de lei, durante a referida semana, os poderes Executivo e Legislativo promoverão eventos, palestras, campanhas e aulas com o objetivo de gerar reflexão, agilização, comemoração e conscientização acerca dos direitos dos animais. O estado poderá, também, realizar parcerias com a iniciativa privada para promover tais comemorações.

“Desde o início do meu mandato, firmei um compromisso de trabalho para alcançar resultados efetivos na diminuição do índice de maus-tratos aos animais. Entre as inúmeras proposituras, apresentei o PL n. 845/2010, que dispõe sobre penalidades a serem aplicadas à prática de maus-tratos aos animais. Porém, o projeto acabou sendo vetado pelo governador. Estamos em campanha em todo o Estado para derrubarmos o veto e torná-lo uma lei. Contamos com o apoio de toda a sociedade”, afirmou Capez.

Depois da aprovação da Alesp, o projeto foi encaminhado à Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento e, após, seguirá para votação no plenário da Casa.

Fonte: Ciclo Vivo

Gengivite é uma das principais causas de perda de dentes

Gengivite é um problema bucal sério que a maioria das pessoas costuma não dar a importância necessária. Caracterizada inicialmente por um sangramento, a doença, quando ignorada, é uma das principais causas de perda de dentes em adultos.

Além do sangue, é possível detectar o problema ao perceber a gengiva avermelhada, inchada e sensível. Nessas condições, o sangramento é notado facilmente, principalmente durante a escovação. Quando todos esses sintomas são detectados é porque há uma inflamação ou infecção na gengiva que podem ser causadas por uma série de motivos.

“A gengivite pode ser causada por problemas locais ou sistêmicos. A principal causa local é a falta de higiene ou escovação inadequada, o que facilita o acúmulo de bactérias entre a gengiva e os dentes e, consequen Parajumpers Ugo Herr tem ente, a instalação de um processo inflamatório. Já as causas sistêmicas podem ser a diabetes ou até mesmo leucemia Isabel Marant Shoes . Mas, na grande maioria dos casos, a gengivite é causada por problemas locais”, explica o Artur Cerri, diretor da Escola de Aperfeiçoamento Profissional da APCD (Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas).

Perda de dentes
Quando a gengivite é ignorada, esse pequeno sangramento inicial pode chegar a estágios mais avançados e causar até uma mobilidade dos dentes. “Nestes casos é necessária a introdução de antibióticos, porque o processo todo da possível perda dos dentes é demorado e doloroso”, diz Artur.

Por isso, é fundamental procurar um cirurgião-dentista assim que forem detectados os primeiros sangramentos da gengiva, pois é nessa fase que a inflamação é mais fácil de ser tratada. “E nunca, em hipótese alguma, se deve usar medicamentos ou fazer procedimentos por conta própria”, ressalta o especialista.

Segundo Cerri, para evitar a gengivite, nada melhor que uma boa higiene bucal composta por uma correta e frequente escovação de dente, pela utilização do fio dental e por visitas periódicas a um cirurgião-dentista.

Fonte: Saúde Terra