Estresse no trabalho pode desencadear em problemas bucais

Um dia ruim todos têm, mas quem é estressado pode prejudicar a saúde. O estresse é a resposta psicológica e hormonal para situações que demandam adaptação extrema. Hoje em dia, isso ocorre com pressões do trabalho, falta de tempo, problemas que também fazem o corpo liberar hormônios como hidrocortisona e cortisol, além de produzir um alto nível de adrenalina.

A consequência do acúmulo dessas substâncias são o efeito pró-inflamatório, que, aliado aos maus hábitos de higiene bucal, tornam o ambiente propício para o aparecimento da doença periodontal e aftas. Os maus hábitos que a pessoa estressada tende a adquirir ou aumentar, como o consumo de álcool, tabaco e negligência da higiene oral, também é um prato cheio para a cárie e halitose.

Porém o estresse não é desculpa para atitudes insalubres. “A pessoa estressada negligencia o que não é hábito para ela, quem já é consciente sobre a boa higiene bucal, ao passar por um período de estresse, tende a não negligenciar a saúde oral”, explica o cirurgião-dentista Giuseppe Romito, professor da Faculdade de Odontologia da USP.

Lesões no trabalho
Erosão dentária, alteração de cor dos dentes (escurecimento), gengivite e estomatite são doenças relacionadas ao trabalho, segundo o Ministério da Saúde. O principal fator de risco para essas doenças é a exposição prolongada a agentes químicos no ambiente ocupacional.

Uma pesquisa da Faculdade de Odontologia da USP, realizada no Centro Estadual e Regional de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) de Guarulhos, entrevistou 100 participantes –46% expostos e 58% não expostos a resíduos químicos.

A conclusão foi que a exposição a névoas ácidas é um fator que contribui para o desenvolvimento de lesões na boca, assim como o avanço da idade. Dessa forma, este estudo sugere a inclusão de exames odontológicos periódicos aos trabalhadores, além de ações de saúde bucal na Sipat (Semana Interna de Prevenções a Acidentes do Trabalho).

“Às vezes o trabalhador almoça e não tem um ambiente apropriado para escovar os dentes no local de trabalho. É fundamental que haja uma conscientização sobre a importância da boa higiene, tanto por parte do trabalhador quanto da empresa”, diz Rafael Aiello Bomfim, autor da pesquisa.

Fonte: Terra saúde

Clareamento dental

Muito pacientes têm dúvidas sobre clareamento dental. Vamos lá, existem dois tipos de clareamento dental: O feito na clínica com laser e o feito em casa com uma moldeira e gel. Ambos são bem eficientes. O tratamento a laser é mais rápido e acaba em cerca de 3 sessões,  já o feito em casa com gel demora cerca de um mês e meio, mas os dentes brancos duram por mais tempo. Ambos os tratamentos podem causar sensibilidade nos dentes, então consulte o seu dentista sobre qual o método ideal para você.

Conheça as plantas que perfumam o ambiente e ainda purificam o ar

Quem mora nas grandes cidades sofre muito com a poluição urbana. O ar poluído pode afetar até mesmo os que passam mais tempo em casa do que nas ruas. Isso acontece porque o ar que circula nos ambientes internos também pode ser prejudicial à saúde humana.

Neste sentido, não só como item de decoração, cultivar plantas em casa é um grande benefício para seus moradores. Algumas plantas, em especial, podem desempenhar seu papel de forma mais eficaz. Conheça seis delas que melhoram a qualidade do ar.

Azaléia

Eficiente para combater poluentes como COVs (Compostos orgânicos voláteis) e amoníacos (um composto presente em diversos produtos de limpeza). Essa planta é indicada para cozinhas e banheiros. Precisa de rega apenas uma vez por semana e de cinco horas de sol diariamente.

Bromélia

Ajuda na absorção de fumaça, por isso é indicada para cozinha. Para manter essa planta, basta fazer uma rega a cada três dias. Ao contrário da Azaléia que precisa de muito sol, a Bromélia necessita apenas de luz solar indireta.
Cacto

Muito útil para barrar as ondas eletromagnéticas. É indicado ter um cacto na sala próximo ao aparelho de TV ou na cozinha, junto ao micro-ondas. Para os supersticiosos, a planta ajuda a tirar o mau olhado nos ambientes.

Gérbera, begônia e crisântemo

São indicadas para as residências onde há fumantes. As três podem atuar com eficiência contra a fumaça de cigarro. A Gérbera gosta de luz, já a Begônia tem que ser protegida da luz solar direta, assim como a Crisântemo que, apesar de precisar de muita luz, não suporta sol direto. Elas devem ser expostas nas salas e quartos.

Fonte: Ciclo Vivo

Escovar os dentes e passar fio dental pode ajudar a prevenir doenças do coração

Indivíduos com inflamação na gengiva são duas vezes mais propensos a serem acometidos por uma doença coronariana do que aqueles com a boca saudável. Pesquisas mostram que bactérias da gengiva se deslocam pela corrente sanguínea e podem se alojar no coração, infeccionando a membrana da válvula, o que causa a endocardite bacteriana.

“Quanto mais grave a periodontite, maior o risco de problemas do coração. Especialistas alertam que o tratamento das doenças de gengiva pode reduzir o risco de doença cardíaca”, diz o especialista em Periodontia, Pedro Augusto Benatti, da Benatti Odontologia.

Doença silenciosa
Os estágios iniciais da periodontite podem passar despercebidos, pois a dor normalmente não é um sintoma. Ao se dar conta, a doença pode estar em um estágio avançado e crônico, com danos irreversíveis.

Até 30% da população podem ser geneticamente suscetíveis à periodontite. E aqueles que são geneticamente predispostos têm seis vezes maior probabilidade de desenvolverem algum tipo de doença gengival. “Se alguém na sua família tem doença de gengiva, pode significar uma maior propensão para você também”.

Para prevenir, além de uma boa escovação, o uso do fio dental é imprescindível, assim como as limpezas e profilaxias com o profissional periodicamente.

Sintomas
– Sangramento durante a escovação e no uso do fio dental;
– Gengiva inchada, vermelha e sensível;
– Aftas;
– Retração gengival que passa a impressão de dentes mais compridos;
– Dentes com mobilidade ou espaços entre eles;
– Mau hálito persistente;
– Pus e secreções entre os dentes e a gengiva;
– Pequeno movimento dos dentes ao fechar a boca;
– Abscessos.

Fonte: Terra Saúde

Palitar os dentes faz mal?

Você é daqueles que têm mania de palitar os dentes depois de comer? Se é, pode parar de fazer isso a partir de hoje. Além de ser falta de educação, palitar os dentes não faz bem para a sua boca. Apesar dos palitos de madeira conseguirem retirar uma pequena parte da sujeira dos dentes, eles podem machucar e até furar a sua gengiva, causando sangramentos e infecções. Melhor do que ficar palitando os dentes na frente dos outros é esperar até chegar no trabalho e higienizar a boca de forma correta, com fio dental e escova de dente.

Empresa cria anúncio publicitário sem utilizar energia elétrica

Sensibilizar o público sobre como a falta de energia elétrica afeta a vida de milhares de pessoas foi o desafio que a agência Leo Burnett Lisboa assumiu ao ter como cliente a EDP Group, operadora europeia de energia.

Criatividade não faltou na campanha Access to Energy, que produziu um anúncio artesanalmente e sem uso de eletricidade em todo seu processo. Para isso, fizeram papeis artesanais e desenhos à mão, que foram dobrados um por um. As cópias também eram manuais, sendo a luz do sol fonte na impressão de litografia (técnica de gravura). Em seguida, através de silk screen, pintaram toda a arte e registraram o processo com uma câmera analógica.

O resultado foi um anúncio que explica como seu cliente, no caso a EDP Group, atua para ajudar as comunidades isoladas e também dá dicas para um consumo mais consciente.

Ao ver o trabalho pronto, é incrível imaginar que todo esse trabalho tenha sido feito usando tecnologias pouco modernas. O processo pode ser conferido no vídeo abaixo.

Conheça os mitos e as verdades sobre a água

Muito se fala sobre os mitos e verdades que rondam a ingestão de água. Muitas das ideias que existem, no entanto, são errôneas, como a afirmação de que não se pode beber água durante as refeições ou que a água com gás poderia causar celulite. Confira algumas afirmações corretas e falsas sobre o líquido essencial para a vida.

1. Água gelada queima calorias e emagrece?

MITO: A temperatura da água não tem relação com o balanço energético do corpo. “Só emagrece se a água substituir algum alimento calórico da dieta”, explica o nutrólogo Carlos Alberto Werutsky, diretor da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran).

2. Tomar água em jejum emagrece?

MITO: Isso só acontece se a água estiver substituindo as calorias do café da manhã, mas vai depender do que a pessoa ingerir no restante do dia também. Essa prática, porém, não é saudável e é condenada pelos médicos. “Estender o jejum noturno (não tomar o café da manhã) é contraindicado mesmo para quem faz dieta de emagrecimento”, explica Werutsky.
3. Água com gás engorda igual refrigerante? É o gás que causa celulite?

MITO: A água mineral e os refrigerantes diet/light/zero não possuem calorias, portanto o gás carbônico da água dos e refrigerantes não gera calorias e nem são responsáveis pelo aparecimento da celulite. “Aliás, pela quantidade de gás carbônico que produzimos a cada dia no nosso metabolismo (e que expulsamos pelos pulmões), seríamos só celulite, caso isso fosse real. O açúcar do refrigerante comum é que gera calorias”, explica o nutrólogo.

4. Beber água durante a refeição atrapalha digestão?

PARCIALMENTE VERDADE: Depende da quantidade de água que for ingerida. “Até 500 ml de água pode não prejudicar a absorção dos nutrientes, mas, se for pensar em dois litros durante a refeição, seguramente causará uma ‘avalanche’ nas enzimas digestivas e prejudicará a absorção dos nutrientes”, explica o diretor da Abran. Portanto, não ultrapasse os dois copos desse líquido durante uma refeição.

5. Beber água faz bem para a pele?

VERDADE: Todos admiram uma pele macia, hidratada, viçosa. Mas se esquecem de que a água é um fator mais do que fundamental quando se trata de uma pele bonita, pois a hidratação da pele depende da hidratação adequada de todo o corpo, que é obtida por meio da água. “Não adianta usar cremes hidratantes sem que o corpo esteja hidratado adequadamente por meio da água”, explica Werutsky. As mulheres devem beber cerca de 2,5 de líquidos diariamente e os homens necessitando de um pouco mais: cerca de 3,5 litros.

6. Devo beber água mesmo sem ter sede?

VERDADE: “A rigor, sim”, explica o nutrólogo. “Os idosos, por exemplo, têm a percepção de sede diminuída com a idade”. Isso não significa, porém, que podem beber menos água. A hidratação, mesmo sem sede, é importante.

7. O sódio proveniente da água mineral é motivo de preocupação para hipertensos?

MITO: A água mineral das fontes brasileiras tem baixo teor de sódio, e, de quebra, contém potássio, que é bom para o hipertenso. O potássio ajuda na eliminação do sódio do organismo.

8. Água mineral estraga?

VERDADE: Por mais que a embalagem de plástico seja estéril, ela contém oxigênio e água. Isso já é o suficiente para a reprodução de seres vivos. É por isso que o recipiente vem com prazo de validade.

9. Beber muita água faz bem ao organismo?

MITO: O excesso de água (acima das recomendações de 2,5 litros/dia para mulheres e 3,5 litros/ dia para homens em clima ameno) não é recomendado. “O excesso dilui o sódio do organismo e pode trazer risco para a saúde”, explica o nutrólogo.
10. A água mineral é limpa e segura?

VERDADE: Ela é extraída naturalmente da fonte, já vem potável e sem sofrer contaminação, como pode acontecer com a água dos rios e lagos. “É isenta de microorganismos e de baixos minerais, ou seja, só contribui para o equilíbrio salino do organismo, sem oferecer riscos de sobrecarga de minerais”, explica o médico.

Fonte: IG Saúde

Pular o café da manhã pode resultar em perigos para a saúde

Não tomar café da manhã pode ser uma rotina pouco saudável e de consequências perigosas. Além de não prover a energia necessária para o dia que acaba de começar, quem pula a refeição tem 21% mais chances de desenvolver a diabetes II, de acordo com o American Journal of Clinical Nutrition.

Um estudo similar da Universidade de Harvard com quase 27 mil homens chegou a conclusões parecidas. Pesquisadores afirmam que quem não come nada de manhã tem um risco 27% maior de ter um ataque cardíaco ou morte por doenças do coração.

De acordo com Leah Cahill, da Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, não tomar café da manhã também abre as Golden Goose Haus Swan Sneakers portas para problemas de obesidade, pressão alta e colesterol alto, além de diabetes, doenças que podem levar a ataques cardíacos.

Dentes moles em crianças

O seu filho está na fase em que os dentinhos estão começando a ficar moles e cair? Então este post é para você. Não tente extrair os dentes moles dos seus filhos usando truques como amarrar o dente na porta. Além de errado, isso pode causar traumas na gengiva da criança. A partir dos 5 anos as crianças começam a trocar os dentes e o ideal é deixar que ele caia sozinho ou naturalmente. Se ele não cair, é muito mais seguro procurar um odontopediatra. Afinal, prevenir é muito melhor do que remediar.